Ultimas

medicina

biologia

Acompanhe:

7 coisas que acontecem e que nos deixam sem graça!

Relatar estes sintomas embaraçosos pode ser motivo de vergonha, para alguns, em consultas médicas. No entanto, eles podem esconder problemas de saúde preocupantes. 

Você pode ficar envergonhado na hora de contar tudo ao seu médico, isso é compreensível, no entanto, estamos aqui para garantir que todos sejam bem cuidados e façam todos os testes e tratamentos adequados para se sentirem saudáveis. 

Existem sete sintomas embaraçosos que você nunca deve ignorar:

1.Transpiração excessiva 
De acordo com o Sistema Nacional de Saúde Britânico (SNS), a maioria das pessoas suam cerca de um litro por dia. Mas alguns de nós, cerca de 3 em 100 pessoas, produzem dez vezes mais suor, diariamente.  

Existem várias razões pelas quais a transpiração pode se tornar excessiva. Suar continuamente, independentemente dos níveis de atividade ou de estresse, geralmente indica que as glândulas sudoríparas estão constantemente ativadas. Esta é uma condição chamada de hiperidrose. Ela pode ser focal - apenas nas axilas ou palmas - ou generalizada.

Pode ser causada por infecções, medicamentos hormonais ou ter origem desconhecida. Descobrir e tratar a condição é crucial. Se antitranspirantes não funcionam, a sudorese focal pode ser reduzida com itens disponíveis mediante receita médica.

2. Evacuações dolorosas
Podem ocorrer como resultado da desregulação intestinal ou devido a hemorroidas ou fissuras ao redor do ânus. O esforço realizado na hora de defecar, pode provocar traumas na área circundante.

A dor faz com que você diminua suas idas ao banheiro, podendo tornar as fezes mais secas e mais difíceis de se moverem. É importante buscar tratamento para evitar a obstrução severa, hemorragia profusa ou infecção nessa área.

Mudar a dieta pode ajudar, principalmente com alimentos ricos em fibras, exercícios e água, vital para ajudar na cicatrização de feridas. Laxantes, pomadas e supositórios também podem ser prescritos pelo seu médico.

Este sintoma também pode ser associado a hemorragias, desconforto abdominal ou dores, portanto, merece uma avaliação. Cerca de uma em cada 20 pessoas no Reino Unido desenvolvem câncer de intestino em suas vidas, com os mesmos sintomas.

3. Alterações nos mamilos
Isso inclui mamilos com vazamentos ou alterações da pele circundante. Existem várias causas, incluindo problemas hormonais. Mesmo sem estar amamentando, é possível produzir o leite materno por um excesso do hormônio prolactina, produzido pela glândula pituitária. Outras causas incluem medicamentos, estresse, tireoide e problemas renais. Todos são tratáveis.

Caso o problema não seja tratado, pode afetar os períodos hormonais, causar infertilidade, contribuir para a osteoporose e problemas de pressão. O médico pode realizar perguntas sobre os sintomas associados, incluindo histórico familiar, ciclo menstrual, uso de contraceptivos e problemas de visão. Eles, então, realizam exames. 

Dependendo de suas descobertas, uma referência a um especialista da mama ou hormonal pode ser justificada, já que pode ser necessária a realização de mamografia, ultrassonografia ou biópsia para verificar se há câncer de mama.

4. Cheiro anormal nas partes íntimas
Pode ocorrer o crescimento excessivo de bactérias no órgão reprodutor feminino, provocando um cheiro 'suspeito'. Esta é uma condição chamada vaginose bacteriana, mais comum em mulheres em idade fértil. Pode ser associada a coceiras e corrimento. É diferente de uma infecção por fungos, que provoca coceira com uma descarga inodora, podendo ser facilmente tratada com medicamentos orais ou cremes.
 
Dependendo dos sintomas e história sexual, o médico pode examinar e colher amostras para descartar outras infecções. Um gel vaginal ou antibióticos podem ser prescritos pelo médico.

Normalmente, a vaginose bacteriana não causa problemas adicionais, no entanto, se ocorrer em certos momentos, como durante a gravidez, pode aumentar o risco de dar à luz mais cedo do que o esperado. Também está associada a um maior risco de infecções sexualmente transmissíveis e inflamação da região pélvica, portanto, vale a pena procurar um médico.

5. Inchaço
Embora muitas vezes inofensivos - devido à ingestão de alimentos ou bebidas que produzem excesso de gases - inchaços também podem ser devido a outras condições. Se inexplicável ou associado a outros sintomas, como por exemplo, frequência de urinar ou defecar, com dor abdominal em seguida, uma visita ao médico se justifica.

Eles podem realizar testes para detectar problemas, tais como a doença celíaca, uma intolerância à proteína do glúten encontrada em alimentos, que afeta uma em 100 pessoas. Eles também podem fazer testes para miomas, tumores não cancerígenos que crescem em torno do útero. Miomas são comuns, afetando até 40% das mulheres (não são prejudiciais, mas pode ser tratado com medicação e/ou cirurgia).

6. Incontinência Urinária
As mulheres, muitas vezes, têm vazamento de urina durante exercícios, ou ao tossir, espirrar, levantar algo pesado e rir. Isto é conhecido como incontinência urinária de esforço (IUE) e pode ser devido ao aumento da pressão abdominal com o exercício. 

Pode também ser devido a uma bexiga hiperativa, que é conhecida como incontinência de urgência. Além de exercício, outras causas para isso incluem medicamentos, músculos pélvicos fracos, infecções urinárias e estresse. As opções de tratamento variam dependendo da causa subjacente.
É importante consultar o médico para descartar quaisquer anomalias estruturais, com testes em amostras da urina, para que métodos de combate à causa sejam recomendados.

7. Baixa libido
A causa desta situação é complicada e pode ser devido a razões físicas, psicológicas e sociais. As mulheres podem ter o problema devido a mudanças do hormônio, no entanto, problemas de saúde mental, como depressão, são causas comuns para isso. A depressão afeta os produtos químicos no cérebro que são necessários para uma libido normal, como a serotonina.

Podem haver outros sintomas de depressão, tais como dificuldade em dormir, dores generalizadas, bem como sentir-se triste e sem esperança. Descrever tudo isso ao médico pode ajudá-lo a descobrir se os sintomas são devido a depressão ou estresse e também indicar a melhor opção de tratamento.

A medicação pode ser necessária como um último recurso, dependendo da gravidade da situação. Deve, idealmente, ser um com efeitos mínimos de libido, já que alguns antidepressivos afetam diretamente o desejo sexual da mulher e sua capacidade de ter orgasmos.
Via: DailyMail 

Vídeo mostra que já estamos vivendo no futuro!

Pensamos que ainda ainda falta muitos anos para que possamos usufruir das comodidades e surpresas das descobertas cientificas e tecnológicas . Esse vídeo mostra que já estamos usufruindo das invenções do futuro. Via: you tube

15 famosas que não têm silicone. É tudo natural!

Natural ou silicone? Seios grandes costumam ser uma característica bastante desejada pelas mulheres e também apreciada pelos homens. Por causa disso, muitas mulheres costumam aderir às cirurgias plásticas para dar um up na “comissão de frente”. Entre as famosas a procura geralmente é ainda maior, mas, ao contrário do que muita gente pensa, nem todas as celebridades com peitos grandes recorreram a intervenção cirúrgica. 1. Amanda Seyfried
2. Anne Hathaway
3. Christina Hendricks
4. Eva Mendes
5. Halle Berry
6. Jennifer Love Hewitt
7. Jessica Biel
8. Jessica Simpson
9. Katy Perry
10. Kim Kardashian
11. Lindsay Lohan
12. Rihanna
13. Salma Hayek
14. Scarlett Johansson
15. Sofía Vergara
Via: uphumor

Anão recebe uma grande surpresa no programa da Record

prouo

Nesta terça-feira, Geraldo fez brincadeira com o Anão. Ele tinha responder algumas perguntas. Cada pergunta errada, uuma surpresinha nada agradável!.

Via: R7

    Receba o nosso conteúdo no seu e-mail:    



notícias

curiosidades

celebridades

 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Psicanálise em Ação!