Ultimas

Lixão contamina moradores com leptospirose

image

Algumas doenças estão relacionadas a grandes tragédias naturais, como a vivida pelos moradores dos lixões. A água e os alimentos contaminados, a desestruturação da rede de esgoto e o acúmulo de lixo são alguns dos fatores que contribuem para a proliferação de mosquitos, baratas e ratos, potenciais transmissores de doenças. Uma dessas doenças é mais frequentes nessas situações: a leptospirose. Saiba quais são seus sintomas e como é possível evitar sua contaminação.

image

1. O que é leptospirose?

A leptospirose é uma doença infecciosa febril, aguda, potencialmente grave, causada por uma bactéria, a Leptospira interrogans

image

2. A doença pode matar? 

Na grande maioria dos casos de leptospirose (cerca de 90% deles) a evolução é benigna.

3. Quais são seus transmissores? 

Os roedores e outros mamíferos silvestres, podendo também ser transmitido por fezes de cães e gatos. Esses animais, mesmo quando vacinados, podem tornar-se portadores assintomáticos e eliminar a bactéria junto com a urina.

image

4. Qualquer um pode ser contaminado? 

Qualquer pessoa de todas as idades e em ambos os sexos.

5. Qual é o período de incubação? 

As manifestações em geral aparecem entre 2 e 30 dias após a infecção. Ela tem um período de incubação médio de dez dias. 

6. Quais são os sintomas da doença? 

Febre alta de início súbito, sensação de mal estar, dor de cabeça constante e acentuada, dor muscular intensa, cansaço e calafrios. Dor abdominal, náuseas, vômitos e diarréia são frequentes, podendo levar à desidratação. É comum que os olhos fiquem avermelhados (hiperemia conjuntival) e alguns doentes podem apresentar tosse e faringite. 

image

7. Quais são os riscos?

A maioria das infecções ocorre através do contato com águas de enchentes contaminadas por urina de ratos. Locais com rede de esgoto ineficaz e coleta de lixo inadequada facilitam o contágio após as inundações. 

image

8. Como se prevenir? 

O risco de adquirir leptospirose pode ser reduzido evitando-se o contato ou ingestão de água que possa estar contaminada com urina de animais. Bebidas como água mineral, refrigerantes e cervejas não devem ser ingeridas diretamente de latas ou garrafas sem que essas sejam lavadas adequadamente. 

9. Existe vacina? 

Ainda não há qualquer tipo de vacina para a prevenção da doença.

10. Qual é o tratamento? 

O tratamento da pessoa com leptospirose é feito fundamentalmente com hidratação. Quando o diagnóstico é feito até o quarto dia de doença, devem ser empregados antibióticos (doxiciclina, penicilinas) que reduzem as chances de evolução para a forma grave. As pessoas com leptospirose sem icterícia podem ser tratadas em casa. As que desenvolvem meningite ou icterícia devem ser internadas. As formas graves da doença necessitam de tratamento intensivo.

image

11. Pode-se tomar remédio para baixar a febre?

Não deve ser utilizado medicamento para dor ou para febre que contenha ácido acetil-salicílico (como AAS, Aspirina, Melhoral e similares), pois eles podem aumentar o risco de sangramentos. Os antiinflamatórios (como Voltaren, Profenid) também não devem ser utilizados pelo risco de efeitos colaterais, como hemorragia digestiva e reações alérgicas. Aos primeiros sintomas, procure um médico imediatamente. (Fonte: www.bancodenoticias.gov.br)
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!