Ultimas

Ação corajosa dos bombeiros remove cavalo entalado no bueiro

cavalo

Após duas horas de trabalho, os bombeiros conseguiram resgatar com vida nesta manhã, um cavalo que caiu dentro de um buraco aberto na rede de galeria pluvial, na Avenida Garibaldi, bairro Cidade Nova. O animal ficou preso por horas dentro do buraco e devido à queda e à dificuldade em removê-lo ficou bastante debilitado.

11 12

A catadora de material reciclável Salete Antunes, se apresentou como dona do animal e disse que o cavalo permanecia sempre amarrado em sua casa e que ele era usado na coleta de recicláveis, fonte de sustento da família. "Acho que foi maldade, alguém soltou. Era muito bem cuidado", garantiu. O morador do bairro Nilton Tesc contou que ia para o trabalho quando ouviu barulhos que saíam do buraco. "Quando olhei, vi o cavalo preso ali e, na mesma hora liguei para vários órgãos e todos diziam que não era de sua competência resolver. 

13 14

Ficamos com muita pena do animal, desejando fazer algo mas ao mesmo tempo impossibilitados, já que dependíamos de ajuda", relatou. 

15 16

O Corpo de Bombeiros atendeu à ocorrência e para o resgate, as equipes utilizaram cordas envoltas no animal e um tripé. "Como ele estava bastante agitado, foi difícil a retirada, foi preciso empregar mais força. Mas com a ajuda de populares conseguimos salvar o animal", explicou a tenente Sabrina Silva.

17 18

A queda do animal no buraco chamou a atenção para um problema considerado frequente pelos moradores: as más condições de conservação dos bueiros. 

19 20

Somente na avenida onde ocorreu o acidente, três bocas-de-lobo encontravam-se abertas. Numa delas, os moradores colocaram um pedaço de madeira para sinalizar as pessoas que circulam nas proximidades e, assim, tentar evitar novos acidentes. Há pelo menos duas versões para a causa do problema, segundo moradores. 

21 22

Na primeira, a falta de tampas nos bueiros deve-se à retirada delas pelos próprios moradores, que a usariam para construir calçadas em suas casas. "Nós sempre estamos substituindo as tampas, mas muitas delas são roubadas. A própria população retira e quando acontecem esses acidentes é que tomamos conhecimento disso", conta o encarregado de galerias pluviais da Secretaria de Obras, Hélio Magalhães. (Fonte: www.radioculturafoz.com.br)
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!