Ultimas

Mãe presa em flagrante por maltratar seu próprio filho!

bebe

Juliana Martins de Souza, 23 anos, está presa no Presídio Regional de Redenção, sul do Pará, por crime de maus tratos contra o próprio filho de 2 meses. Com visíveis sinais de desnutrição e traumas pelo corpo, a criança chegou morta em um hospital no município de São Félix do Xingu. 

 O fato foi denunciado ao Conselho Tutelar e à Delegacia da Polícia Civil local, onde a delegada Claudilene Maia autuou em flagrante a mãe. O pai do bebê, Valcley Alves Andrade, foi indiciado em inquérito pelo crime e vai responder ao processo na Justiça. O caso veio à tona no domingo passado, dia 8. A delegada explicou que a denúncia foi formulada pelo Conselho Tutelar. A informação inicial era de que o bebê foi levado pela mãe até a maternidade em São Félix do Xingu, onde já entrou morta com fortes indícios de maus tratos.

image

Além disso, explicou a policial civil, eram evidentes os sinais de falta de higiene com a criança. Conforme prontuário médico de atendimento no hospital, o bebê nasceu pesando 2,7 quilos. Ao dar entrada na unidade de saúde, com dois meses de vida, a criança pesava apenas dois quilos caracterizando um estado de desnutrição patente. O bebê foi atendido pelo médico Eduardo Bayer na unidade de saúde. Em depoimento à delegada, o profissional da Medicina disse que verificou o estado de maus tratos da criança, pois observou a existência de assaduras no corpo e estado de desidratação e desnutrição. Diante das constatações, a delegada determinou a autuação em flagrante da mãe por maus tratos com base no artigo 136 do Código Penal. O corpo do bebê foi encaminhado ao Instituto Médico Legal em Marabá para perícia com objetivo de averiguar a causa da morte.

image

Segundo a delegada, o pai da criança não estava em São Félix do Xingu no domingo passado, quando o bebê deu entrada no hospital. Após saber da morte do filho, ele compareceu à Delegacia para prestar depoimento. Além dele, outras testemunhas foram ouvidas que prestaram relatos que evidenciam a situação de maus tratos a que foi submetida a criança. "A legistação é clara no tocante à responsabilidade dos pais no que concerne ao pátrio poder, por isso, ambos vão responder pelo crime na Justiça", explica. Ainda, conforme Claudilene Maia, o enquadramento por maus tratos é provisório, podendo ser alterado para homicídio culposo dependendo do resultado da causa da morte apontada no laudo do exame de necropsia no corpo do bebê. (Fonte: www.policiacivil.pa.gov.br)
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!