Ultimas

Acusado de massacre em cinema nos EUA é levado a tribunal

clip_image001

CENTENNIAL, Estados Unidos, 23 Jul (Reuters) - O homem acusado de matar 12 pessoas na madrugada de sexta-feira passada num cinema do Colorado compareceu na segunda-feira à primeira audiência do seu processo. Ele tinha os cabelos tingidos de laranja e vermelho, e permaneceu em silêncio, com olhar sonolento e desinteressado.

clip_image002

James Eagan Holmes, 24, que foi detido imediatamente após o massacre, estava algemado pelos punhos e tornozelos. Ele olhava sempre para frente e ocasionalmente pisava com força, como que tentando afastar o sono. Cerca de 40 parentes de vítimas se sentaram à esquerda da galeria. Um familiar que ficou na primeira fila encarou Holmes o tempo todo. 

clip_image003

Quando o juiz William Sylvester fez uma pergunta a Holmes, o acusado permaneceu com o olhar perdido, e um advogado respondeu em seu nome. Holmes, segundo a polícia, entrou na pré-estreia do filme "Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge", num shopping de Aurora (Colorado), usando máscara antigás e colete à prova de balas. Ele acionou uma cápsula de gás na sala e, munido de três armas, começou a atirar indiscriminadamente, matando 12 espectadores - inclusive uma menina de 6 anos - e ferindo outros 58, alguns com gravidade. 

clip_image004

O ex-aluno de neurociências também montou armadilhas explosivas no seu apartamento, e a polícia diz que ele poderia ter destruído o prédio de três andares onde vivia. Uma detonação controlada foi feita pelas autoridades no fim de semana. A polícia diz que ainda investiga a motivação do crime, que surpreendeu colegas e conhecidos. Eles descrevem o californiano Holmes como um rapaz pacato e inteligente. 

clip_image005

O juiz marcou uma nova audiência para a próxima segunda-feira, quando acusações formais devem ser apresentadas. A promotora Carol Chambers pode solicitar a pena de morte para o acusado, mas disse que antes vai consultar sobreviventes e parentes das vítimas fatais. O Colorado tem atualmente três réus no corredor da morte, e dois deles foram condenados em processos nos quais Chambers foi a promotora.

clip_image006

A chacina do cinema reúne todos os elementos previstos pela lei do Colorado para a pena de morte, inclusive a premeditação, a existência de várias vítimas e a morte de uma criança, segundo o ex-procurador Craig Silverman. "Se James Holmes não for executado, o Colorado pode muito bem jogar fora sua lei da pena de morte." David Sanchez, cujo genro foi morto no incidente, disse que a pena de morte "seria justiça". A filha dele, Katie Medely, que está grávida de nove meses, sobreviveu. 

clip_image007

Não ficou claro se algum parente de Holmes foi à audiência, mas uma advogada da Califórnia contratada pela família, Lisa Damiani, deveria fazer sua primeira declaração formal sobre o caso ainda na segunda-feira. A polícia disse que todas as armas usadas no massacre foram adquiridas de forma legal. Holmes está em uma cela solitária para não ser agredido por outros presos. Recentemente, o acusado deixou o doutorado em neurociências da Escola de Medicina Anschutz, na Universidade do Colorado, que fica a poucos quarteirões do seu apartamento. (Postado por O Controle da Mente – Fonte: www.br.noticias.yahoo.com)
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!