Ultimas

Transplante de rosto após ataque de chimpanzé

315893-630x495

Charla Nash, de 58 anos, quase morreu há três anos, depois de ser atacada pelo chimpanzé de estimação de uma amiga, em Connecticut, nos EUA

O animal arrancou as mãos, nariz, lábios e pálpebras da mulher, além de deixá-la cega. Agora, após fazer um transplante de rosto, ela diz que gostaria ao menos de poder ver sua imagem no espelho.

A mulher conta que a amiga, Sandra Herrold tinha uma relação estranha com o macaco, a quem ela tratava como companheiro. O animal, que se chamava Travis, tinha 14 anos e 200 kg. Ele foi morto enquanto policiais tentavam resgatar Charla. Ela lembra que estava ajudando a alimentar o primata quando foi atacada.

Na época, a dona de Travis alegou que o bicho estava tentando protege-la, já que não reconheceu o novo penteado de Charla.

jkxzpkoxc

Há seis meses a vítima do ataque passou por uma cirurgia de transplante de rosto em Boston. Também foram implantados olhos protéticos e novas mãos. Foram mais de 20 horas de operação, realizada por uma equipe médica formada por cerca de 30 membros, entre cirurgiões, enfermeiros e anestesistas. Eles usaram pele de um doador, músculos subjacentes e nervos no crânio de Charla. 

Embora tenha sofrido uma infecção grave e significativa, que levou à perda das novas mãos,  o resto do transplante foi bem sucedido e agora a mulher já pode sentir cheiro novamente e comer alimentos sólidos. Ela afirma que o rosto novo lhe deu uma vida nova.“Não há palavras para agradecer o suficiente à família que fez a doação. Realmente isto me trouxe de volta à vida. É uma coisa maravilhosa”, disse em um programa de TV.

Apesar de ter ficado decepcionada em não recuperar as mãos, Charla vai continuar tentando, afinal, ela precisa dos membros para poder adquirir um cão guia, que a ajudará a “enxergar”. (Postado por O Controle da Mente – Fonte: www.virgula.uol.com.br)
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!