Ultimas

Os perigos da ingestão de alimentos vencidos

mlçcvxklvlç

Alguns produtos estragam sem sequer apresentarem alterações na cor, no sabor ou no cheiro; na última sexta, uma grande quantidade de alimentos estragados foi apreendida em Pernambuco.

clip_image001

Consumir alimentos vencidos traz risco à saúde

Dois casos registrados em Pernambuco, na última sexta, mostram que a saúde do consumidor corre perigo: alimentos estão chegando às prateleiras com o prazo de validade vencido. Em um galpão no bairro de Jardim São Paulo, Zona Norte do Recife, policiais apreenderam 20 toneladas de produtos fora da data de validade. Foi a maior apreensão de produtos vencidos dos últimos cinco anos no Estado.

klmvxklxcvlç

"A gente encontrou não só vários produtos vencidos, de toda variedade, em grande quantidade, mas também produtos que estavam sofrendo ação de roedores. Ratos, baratas... O que, independentemente da validade, também já configuraria sua impropriedade para o consumo", explica o delegado Roberto Wanderley.

jkldkdlk

Já na BR-423, em Garanhuns, fiscais da Defesa e Fiscalização Agropecuária, com o apoio de policiais rodoviários, encontraram meia tonelada de queijo coalho na carroceria de um carro. Todo o produto era transportado em caixas plásticas sem refrigeração, fora de embalagens adequadas nem procedência. "Por ignorância e por questão de achar que é vantajoso economicamente, pessoas consomem. Aí você vai ter quem distribua, quem armazene e quem venda”, afirma o delegado.

mclcxlkçcx

Casos de apreensões de alimentos estragados ou com a data de validade vencida chegam com cada vez mais frequencia aqui na delegacia especializada do consumidor. Mas qual é o risco para pessoa que consome esses produtos? De acordo com a nutricionista Cristiana Menezes, o perigo, muitas vezes, não está visível. Mesmo alimentos que não precisam de refrigeração, como o macarrão ou a pimenta em pó, estragam.  

nkvcxknlvxckl

Iogurtes e outros derivados do leite, fora do prazo de validade ou mantidos em locais inadequados podem estar contaminados com bactérias sem sequer apresentarem alterações na cor, no sabor ou no cheiro. A ingestão de alimentos nessas condições pode causar sintomas como dor de cabeça, diarreia e empachamento.

mlnkxzklxzlk

"Começam a crescer microorganismos e nem sempre a gente visualiza que eles cresceram. Eles podem começar a produzir toxinas e a gente desenvolver doenças a partir da ingestão dessas toxinas. A bactéria ou fungo a gente pode até matar na temperatura. Então se esses alimentos vão ser cozidos, fervidos, preparados, a gente pode matar. Mas a toxina que cresceu a gente não consegue tirar de outra forma”, explica a nutricionista. (Postado por O Controle da Mente – Fonte: pe360graus.globo.com)
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!