Ultimas

13 sabores bizarros de refrigerante mundo afora

hdfkopsjiox

Água, açúcar, corantes, aromas sintetizados e gás carbônico. Esta é a base de quase todo refrigerante que você já provou – falta só acrescentar algum sabor. Enquanto a maioria das empresas apostam no básico (entre frutas e frutos como a noz-de-coca), algumas investem em opções pouco convencionais. 

A SUPER listou 13 sabores inusitados de refrigerantes espalhados pelo mundo que você deve (ou não) experimentar:

1. Ceia natalina
clip_image002

Não sabia que “ceia natalina” pode ser um sabor? Então provavelmente não conhece a Jones Soda Co., empresa estadunidense especialista em bebidas com sabores esquisitos. Peru de Ação de Graças, Batata Doce e Patê de Salmão são apenas alguns dos gostinhos “especiais” dos refrigerantes vendidos pela Jones Soda. Todo ano a empresa lança um conjunto de bebidas para as festas de fim de ano. Os de 2013 são Pão de Gengibre, Ameixa, Pêra e Candy Cane (aquela tradicional bengalinha doce).

2. Enguia

clip_image004

Se você é do tipo que tem horror a peixe cru (ou é o Ross Geller de Friends), com certeza vai preferir passar longe do refrigerante Unagi Nobori. A bebida gaseificada japonesa (aparentemente muito saudável) é feita com extrato de enguia e promete frescor para os dias quentes de verão. Você encararia?

3. Chapéu de Couro

clip_image006

Aviso: estamos nos referindo à planta, não ao acessório

O tradicional refrigerante mineiro Mate Couro é feito de uma mistura de sementes de guaraná com as ervas mate e chapéu-de-couro. Esta planta de nome estranho é encontrada no sul do México e no Brasil e possui propriedades medicinais, sendo muito utilizada em tratamentos antirreumáticos e diuréticos, contra inflamações, artrite e até sífilis. Já o refrigerante é muito utilizado para acompanhar um bom pão-de-queijo.

4. Cannabis

clip_image008

É isso mesmo que você leu: refrigerantes com (nem tão poucos) miligramas de THC – tetrahidrocanabinol, substância psicoativa da maconha -, estão disponíveis no mercado. Na foto acima, Canna Cola e outros quatro sabores da bebida lançada em 2011 nos Estados Unidos.

5. Frango frito

clip_image010

Salgadinho e levemente apimentado (tudo que você não esperaria de um refrigerante), o sabor Buffalo Wing da marca americana Lester’s Fixins é, no mínimo, estranho. Algo que faz sentido, na verdade, já que faz parte da cartela de produtos de uma empresa que investe no incomum: bacon, manteiga de amendoim e geleia, torta de abóbora e milho doce são alguns dos outros alimentos transformados pela Lester’s em bebida gaseificada.

6. Alho preto chinês

clip_image012

É até menos estranho do que parece: o alho preto é um tipo de alho naturalmente fermentado, muito usado na cozinha asiática. Com sabor adocicado, é considerado um produto ótimo para a saúde – é rico em antioxidantes e, na Tailândia, acredita-se até que ele aumenta a expectativa de vida. Não era difícil de prever que alguém iria tentar engarrafar este elixir da juventude.

7. Aipo (ou salsão)

clip_image014

A ideia de engarrafar este condimento similar à salsa pode parecer estranha, mas seu representante mais famoso, o refrigerante Dr. Brown’s Cel-Ray, é um clássico. Produzido desde 1869 em Nova York, seu sabor curioso não parece espantar a clientela.

8. Semente de manjericão asiático

clip_image016

Não espere apenas a essência de manjericão nesse refrigerante inusitado – prepare-se para beber as sementinhas flutuantes também. Amplamente usado na culinária tailandesa, o condimento é misturado com mel na bebida que (dizem por aí) tem um sabor surpreendentemente bom.

9. Ninho de passarinhos

clip_image018

Este refrigerante de sabor esquisito, vendido na Ásia, é inspirado em um exótico (e caríssimo) prato chinês: a sopa feita a partir do ninho construído com a saliva de um tipo de andorinha. O ninho, que pode chegar a ser vendido por mais de 30 mil dólares, é considerado uma ótima fonte de ferro, cálcio e outros nutrientes.

10. Sangria

clip_image020clip_image022

Goya, empresa fundada em 1936 pelo casal espanhol Carolina e Don Prudencio Unanue, é hoje uma das maiores empresas alimentícias dirigidas por hispânicos nos Estados Unidos. O fato talvez explique a ideia de comercializar uma versão gaseificada (e não-alcoólica) da bebida típica, que coloca em cheque o slogan “Si es Goya, seguro que es bueno”. Será?

11. Lúcia-lima

clip_image024

Solo hay una y no se parece a ninguna. O arbusto de aroma cítrico nativo da América do Sul é o ingrediente base para a Inca Kola. O refrigerante peruano, de cor amarelo-ouro, foi criado em 1935 pelo imigrante britânico José Robinson Lindley e se tornou um ícone nacional. A Coca-Cola Company, hoje dona de 49% da empresa, comercializa a bebida no mercado mundial. Já viu alguma garrafinha da bebida dourada por aí?

12. Cravo e canela

clip_image026clip_image027

Guaraná Jesus: um sonho cor de rosa com gostinho de cravo e canela. A fórmula exata do guaraná rosado criado pelo farmacêutico Jesus Norbeto Gomes em 1927 é um mistério (reza a lenda que ele é composto por 17 ingredientes diferentes). A bebida, original do Maranhão, nasceu de uma tentativa frustrada de criar um remédio. Não serviu como xarope, mas como refresco se tornou um fenômeno regional. Comprada em 2001 pela Coca-Cola Company, a bebida continua sendo comercializada somente na região – mas você com certeza já viu algumas latinhas “contrabandeadas” por aí.

13. Sujeira, transpiração e grama

clip_image029

Jones Soda novamente. Não bastasse inventar versões líquidas de alimentos improváveis, em 2007 a empresa lançou uma edição limitada de sabores “naturais” tão esquisitos que merecem ser relembrados. Inspirado no gostinho de uma boa partida de futebol americano e desenvolvido em homenagem ao Seahawks, time da cidade de Seatle, a série Seahawks Collector Pack inclui versões engarrafadas de Transpiração, Grama, Sujeira, Pomada Esportiva e Doce Vitória. Você aceitaria um golinho? (Postado por O Controle da Mente – Fonte: super.abril.com.br)
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!