Ultimas

A Coca-Cola mudou sua fórmula após acusações de câncer

xc,lzxçl

É verdade que a Coca-Cola alterou sua famosa fórmula secreta depois das denúncias de que um dos ingredientes causava câncer?

Mas isso significa que a bebida causa câncer? Calma, leia até o final…

Para quem não está acompanhando a polêmica: a Califórnia aprovou uma lei que obriga fabricantes a colocarem um aviso em todas as bebidas que contenham determinado nível de agentes ligados ao aparecimento do câncer.

Acontece que, entre os ingredientes listados, está um corante de caramelo com sulfito de amônia (4-methylimidazole) que é usado por vários fabricantes – inclusive a Coca-Cola. A empresa alega que não há risco nenhum em seus produtos mas, para evitar colocar um rótulo de “alerta, pode conter agentes cancerígenos”, ela decidiu solicitar aos fornecedores do tal caramelo que modificassem o processo de fabricação para reduzir a formação do composto químico.

Em comunicado, a Coca-Cola explica:

“A cor caramelo dos nossos produtos sempre foi e continua sendo segura, e a empresa não está modificando a famosa fórmula da Coca-Cola (…) Nós pedimos aos nossos fabricantes que modificassem o processo de produção para reduzir a quantidade de 4-MEI no caramelo, mas isso não terá efeito na fórmula ou no sabor(…)”.

Em outro comunicado, enviado à imprensa, uma representante da empresa afirma que não há risco que justifique essa mudança. Isso porque não há estudo científico provando que o químico do caramelo causa câncer em humanos – a restrição teria sido feita baseada apenas em um estudo com ratos de laboratório.
Segundo as informações do The Guardian, um porta-voz do FDA (o órgão que regula alimentos e bebidas) disse que a petição contra o corante caramelo está sendo revista.  Mas que, baseado apenas no estudo com ratos, uma pessoa teria que beber mais de MIL latas por dia para chegar às doses ligadas ao aparecimento de câncer nos roedores.

A American Beverage Association, associação dos produtores de bebida dos Estados Unidos, disse que seus membros continuarão a usar o corante caramelo, porém haverá ajustes para se adequar ás novas regras da Califórnia.  Além da Coca-Cola, a Pepsi também pediu aos fabricantes que modificassem o processo de produção do caramelo.

Uma observação pessoal: embora as empresas digam que não existem estudos ligando o 4-methylimidazole ao câncer em humanos, há pelo menos um indício de que uma superdosagem dele pode fazer mal a roedores. E isso já basta para que as autoridades tomem cuidado. Melhor restringir seu uso enquanto se descobre se há um problema do que liberar para depois ver que fazia mal. Nesse caso, melhor pecar pelo excesso… (Postado por O Controle da Me.com.br)nte – Fonte: info.abril)
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!