Ultimas

Veja como é a formação dos gêmeos siameses

GÊMEOS-SIAMESES-SUA-CAUSA

Gêmeos siameses são gêmeos idênticos que são unidos, geralmente pelos quadris, peito, ou cabeça, e provavelmente compartilham alguns órgãos. Quando ambos os gêmeos são relativamente normais, são chamados de gêmeos simétricos.

Quando uma criança (o parasita) é subdesenvolvida e dependente da criança normal (o hospedeiro), são chamados de gêmeos assimétricos. Geralmente, os parasitas são removidos cirurgicamente para assim o sadio hospedeiro poder sobreviver.

GÊMEOS-SIAMESES-SUA-CAUSA

Separações bem sucedidas de gêmeos simétricos tem sido realizado, mas raramente tem se feito tentativas quando existe compartilhamento de órgãos vitais. Os gêmeos siameses são produto da fecundação de apenas um óvulo e um espermatozoide, assim como os gêmeos idênticos.

A diferença é que há um escape tardio de células do zigoto, então, formam-se dois fetos, mas unidos. "Se a separação se dá após 3 dias da fertilização, são formados 2 embriões com duas bolsas e duas placentas e os gêmeos são idênticos.

Se o escape é mais tardio, pode haver uma placenta e duas bolsas ou uma bolsa e uma única placenta. Já se a separação de células é após o 13º dia, temos os gêmeos siameses", explica o obstetra. Existem dois tipos de gestação gemelar, como a medicina chama a formação embrionária de gêmeos.

GÊMEOS-SIAMESES-SUA-CAUSA

O mais comum, que responde por cerca de 2/3 dos casos, surge da fertilização independente de dois óvulos diferentes. Nesse caso, é impossível os bebês nascerem unidos, malformação que caracteriza os gêmeos coligados (nome científico do que popularmente se batizou de “siameses”).

Isso só acontece quando um único óvulo é duplamente fecundado. Em geral, em pouco mais de uma semana o embrião se separa em dois. “Mas se essa divisão demorar mais que 12 dias, será tarde demais”, afirma a doutora Maria de Lourdes Brizot, do Departamento de Medicina Fetal, do Hospital das Clínicas de São Paulo. “As células acabarão formando partes do corpo ou órgãos em comum”, diz ela.

GÊMEOS-SIAMESES-SUA-CAUSA

Quando isso acontece em partes vitais como pulmão, coração ou cérebro, um dos gêmeos tem de ser sacrificado. Se não, podem ser separados cirurgicamente. Os gêmeos xifópagos, ou siameses, são monozigóticos, ou seja, formados a partir da mesma célula ovo.

Em geral, em pouco mais de uma semana o embrião se separa em dois, mas se essa divisão demorar mais que 12 dias, será tarde demais e as células acabarão formando partes do corpo ou órgãos em comum aos dois. Quando isso acontece em partes vitais como pulmão, coração ou cérebro, um dos gêmeos tem de ser sacrificado. Se não, podem ser separados cirurgicamente.

GÊMEOS-SIAMESES-SUA-CAUSA

O embrião de gêmeos xifópagos é, então, constituído de apenas uma massa celular, sendo desenvolvido na mesma placenta, com o mesmo saco aminiótico. Estima-se que dentre 40 gestações gemelares monozigóticas, uma resulta em gêmeos interligados por não separação completa.

Num outro tipo de gêmeos xipófagos (hoje sabidamente mais comum) a união acontece depois, ou seja, são gêmeos idênticos separados que se unem em alguma fase da gestação por partes semelhantes: Cabeça com cabeça; Abdômen com abdômen  Nádegas com nádegas etc. Quando vemos alguma noticia de gêmeos que fora "separados" por cirurgia, trata-se, quase sempre, de um caso deste. (Postado por O Controle da Mente – Fonte: variedades1.com)

Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!