Ultimas

5 curiosidades sobre a saliva que você talvez desconheça

695873337009555859

Conheça um pouco mais sobre este interessante fluido corporal que os nossos organismos produzem.

Cuspe, baba, saliva... Se pararmos para pensar, essa é mais uma das coisas não muito agradáveis que os nossos corpos produzem, assim como meleca de nariz, remela, cocô. No entanto, apesar de nojentinha, isso não significa que não existem várias curiosidades relacionadas à saliva e que não vale a pena conhecer.

Afinal, você sabia que esse fluido corporal é analgésico, contém bactérias do bem, é afrodisíaco e até é comercializado ilegalmente? Assim, selecionamos cinco fatos interessantes sobre a saliva — a partir de um artigo publicado pelo pessoal do site ListVerse — e que podem surpreender você. Confira:

1 – Ela é afrodisíaca

Além de o ato de beijar estimular a liberação de dopamina, ocitocina e serotonina, que são substâncias relacionadas com os sentimentos de paixão, amor e desejo, estudos apontaram que a saliva masculina contém pequenas doses de testosterona, o que explicaria a preferência dos rapazes pelos longos beijos de língua.

Segundo os pesquisadores, o contato com a testosterona através da troca de beijos, ao longo de semanas e até meses inteiros, pode estimular a libido feminina, fazendo com que o desejo sexual delas aumente. Assim, inconscientemente, os rapazes estão tentando preparar suas parceiras para o ato sexual.

2 – Ela é analgésica

Pesquisadores do instituto Pasteur descobriram que a saliva é rica em uma substância chamada opiorfina que, por sua vez, é um analgésico seis vezes mais poderoso do que a morfina. Além de ser mais eficiente, a opiorfina apresenta menos efeitos secundários e poderia, também, ter efeitos benéficos no tratamento de desordens mentais, como a depressão.

3 – Ela é dedo-duro

Pesquisadores descobriram que é possível determinar a idade de uma pessoa com relativa precisão através da análise da saliva. De acordo com cientistas, ao longo do tempo o DNA passa por um processo chamado “metilação”, que, devido a fatores externos, como a alimentação, vai ativando e desativando determinados genes.

Esse processo vai provocando alterações no nosso DNA conforme vamos envelhecendo, e o material genético presente na saliva também vai mudando com o passar do tempo. Com base nesse conhecimento, os pesquisadores realizaram diversos testes e conseguiram determinar a idade de voluntários com uma margem de erro de 5 anos. Portanto, se você costuma esconder a sua idade, não deixe que coletem a sua saliva para testes!

4 – Ela é ilegalmente comercializada

Pelo menos na África do Sul! A tuberculose afeta um grande número de pessoas no país, assim como a desnutrição e o vírus HIV. Assim, para dar uma forcinha aos doentes incapacitados de trabalhar, o governo criou uma ajuda financeira para amenizar a situação.

Acontece que o desemprego também é um problema na África do Sul, e muitos espertinhos começaram a comprar a saliva de doentes — por algo em torno de R$ 9 a R$ 20 por garrafa — para se passar por tuberculosos, burlar o governo e receber o auxílio também. Acredita?

5 – Ela pode reforçar a saúde de bebês

Você já deve ter visto a cena — com um pouco de nojinho — de pais que pegam as chupetas que os filhos derrubaram no chão, as levam até a boca, dão aquela chupada na sujeira e devolvem para os pimpolhos. Pois cientistas suecos descobriram que, dessa forma, bactérias presentes na saliva dos pais são transferidas para os filhos, inoculando as crianças contra algumas doenças e alergias.

Conforme explicaram, as bactérias presentes nos organismos dos pais já encararam mais do que uma infecção na vida e, ao serem transferidas para o microbioma dos filhos, dão uma reforçada no sistema imunológico dos pequenos. Portanto, da próxima vez que você presenciar papais limpando as chupetas dos filhos com a boca, não precisa mais morrer de nojo! (Fonte:ListVerse)

Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!