Ultimas

As consequências desastrosas das cidades radiotivas

image

Aqui você vê o que se passou nas cidades de Chernobyl e Pripyat, as cidades atingidas pela explosão do Reator Nuclear 4 da V.I. Lenin Nuclear Power Station em 26 de Abril de 1986. A partir dessa data as cidades estavam fadadas ao esquecimento pela eternidade, e 100.000 anos é o tempo necessário para que metade da radiação dissipe.

Um sarcófago de concreto no valor de 1 bilhão de Euros foi construído na tentativa de enterrar a Usina e evitar que a radiação não fosse para as áreas não atinjidas. A explosão na Usina foi tão grande que equivaleu a 400 bombas atômicas em radiação. Mesmo após 24 anos após a explosão, as toneladas de material para fissão ainda estão quentes para produzir energia que levará 1000 anos para esfriar.

image

A cidade de Polesskoye também foi atingida e teve o mesmo fim de Pripyat e Chernobyl.

image

Sarcófago, constantemente em reformas e expansões, para evitar o máximo possível a contaminação.

image

O auge do passeio é essa roda gigante mundialmente conhecida como o "olho de Pripyat" completamente destruída. Na ucrânia é chamada de "roda do demônio".

image

Com a radiação extrema, as árvores que nasciam a absorviam e cintilavam luzes amareladas à noite. Ficou conhecida como Floresta Vermelha, foi derrubada e enterrada, mas as árvores replantadas, estão novamente sugando a radiação.

image

image

Tudo o que a radiação tocou, plantas, humanos, animais, fungos, musgos e bactérias, morreu ou sofreu mutações genéticas.

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

(Fonte: Adrenaline)

Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!