Ultimas

Modelos que fazem sucesso sem nenhum padrão de beleza

405

A cada dia que passa percebemos à nossa volta movimentos que lutam contra a imposição de um padrão de beleza que leva mulheres e homens a se sentir cada vez mais inseguros em relação à autoestima.

Peça chave desses movimentos, são os modelos que mesmo sendo “diferentes” do que o irracional padrão de beleza nos prega, dão a cara para bater e mostram por meio de seus trabalhos que existe sim a beleza além do que a mídia nos costuma empurrar. Através de muito trabalho e coragem, essas pessoas vem nos mostrando que a beleza está em todos os lugares, se soubemos como a encontrar.

Melanie Gaydos

Melanie possui uma doença rara chamada displasia ectodérmica. Tal doença afeta os cabelos, pele, dentes, unhas e outras partes do corpo. Apesar de toda a dor e dificuldade para lidar com sua condição, Melanie montou um perfil em um site de modelos americano e conseguiu contatos com fotógrafos que a contrataram. Um exemplo de força e coragem!

Moffy

Moffy é uma britânica que apesar de ser linda, alta e magra, sofreu algumas discriminações no começo de sua carreira. Isso porque ela é estrábica. Porém com determinação ela continuou tentando, até que um dia foi contratada pela agência Storm, que descobriu nada mais nada menos do que Kate Moss.

Winnie Harlow

Aos quatro anos de idade, Winnie descobriu ser portadora de vitiligo, doença que causa a morte das células que pigmentam a pele. A garota passou por várias dificuldades devido ao preconceito. A modelo chegou a revelar que era chamada de vaca ou zebra. Com o passar do tempo, Chantelle (seu nome real), decidiu apostar no seu sonho de ser modelo e conseguiu!

Oliwer Mastalerz

Para muitas pessoas é difícil de acreditar, mas Oliwer nasceu em um corpo feminino. Insatisfeito com o seu corpo, Oliwer começou em 2011 uma mudança corporal e hormonal para se transformar em um homem. Entre os procedimentos feitos estão: redução de mama, retirada de ovários e útero. Hoje Oliwer é feliz consigo mesmo e prova que beleza não tem sexo, cor ou raça.

Justine Legault

Quem disse que as mulheres acima do peso não podem ser lindas, sexys e maravilhosas? A modelo Justine Legault é a prova viva de que estar acima do peso nunca impediu ninguém de sentir bem consigo mesma!

Por mais que a mídia e o mundo da moda tentem nos fazer acreditar que existe o certo e o  errado quando o assunto é beleza, cabe a nós fazer uma distinção entre o que é ou não válido. O corpo é nosso, a beleza é nossa e a autoestima também. Sendo assim só cabe a nós mesmas dizer o que é belo ou não perante aos nossos olhos. Muitos aplausos às pessoa que possuem a coragem e a determinação para mostrar isso para a sociedade.

via: pop

Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!