Ultimas

Namorado traído surpreende garota com câmera escondida!

traição

TRAIÇÃO* Poucas coisas são tão dolorosas para o ser humano quanto a traição. Seja traição de amigos, amores, enfim, traição no geral, mas vamos focar aqui apenas a traição amorosa. Aquela em que duas pessoas assumem um compromisso, mas apenas uma delas cumpre. Quando chega o momento em que o individuo é obrigado a tomar uma atitude, ele simplesmente joga toda a culpa sobre si mesmo, se perguntando onde errou, o que fez, etc. Mas nem sempre o motivo está onde ele procura. Dói? Claro que dói, ninguém espera que a pessoa que está ao seu lado o traia, que justamente aquela pessoa em que você confiou cegamente tenha lhe apunhalado pelas costas. Depositamos uma confiança absurda em alguém que, na verdade, nem sabemos do que é capaz. Talvez o erro esteja aí, em depositar sobre a outra pessoa o peso da confiança e ela não ser capaz de carregar isso consigo.

Mas o nosso erro começa e termina aí, somente aí. Traição é uma escolha e não um erro. A pessoa que traiu ele escolheu fazer aquilo, não tem essa de 'aconteceu'. Ninguém escorrega numa boca por acaso. Este é um dos momentos da vida em que a pessoa traida se sente perdida, sem saber por onde recomeçar, se rodeia de perguntas e não encontra respostas para nenhuma delas, mas talvez a melhor saída seja aprender com o erro alheio, crescer diante disso e perceber que nem todas as pessoas serão aquilo que prometeram ser. Ser traido é a forma mais dura de aprender a se reerguer. De mostrar como você é capaz de dar a volta por cima e não deixar que isso aconteça de novo, ao menos não tão facilmente quanto foi da primeira vez. A verdade é que tudo o que acontece de ruim em nossa vida serve como lição, serve para que possamos crescer como pessoa. Tudo na vida depende de como você encara os fatos e aprenda que nem sempre a culpa é sua, não carregue o peso daquilo que você não fez!

via: Portal de Notícias GE

Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!