Ultimas

Conheça o garoto com uma rara doença que faz sua cabeça ficar pendurada

24120015657617

Não importa o quão intenso tenha sido o seu torcicolo mais grave, você certamente não tem nada para reclamar quando comparado com esse jovem indiano. Hoje com 12 anos de idade, Mahendra Ahirwar sofre de uma raríssima condição que fez com que seu pescoço se dobrasse a sua cabeça fosse forçada a pender sobre seu corpo.

Seu suporte enfraquecido impede sua capacidade de andar e o restringe a ficar sentado, além de dificultar qualquer ação que não seja se rastejar lentamente, incluindo comer e ir ao banheiro. Seus pais, Mukesh e Sumitra, costumam trabalhar como operários temporários e não possuem muito dinheiro, mas mesmo assim juntaram o bastante para consultar mais de 50 médicos da Índia – e nenhum deles pode diagnosticar com certeza a condição de Mahendra.

Como o casal já possuía dois filhos e uma filha saudáveis e não possui muito dinheiro, eles não fizeram nem uma consulta durante a gravidez. “Nossas outras crianças todas tinham nascido normalmente sem problemas, então nunca pensamos em visitar um médico ou fazer um exame de ultrassom em Mahendra. Ele nasceu em casa, assim como seus irmãos”, afirma Mukesh.

Desespero e mágoa

Os pais só notaram que a cabeça de seu filho estava começando a pender quando ele tinha cerca de seis meses de idade, mas acreditaram que aquilo significava apenas que o garoto era um pouco fraco e acharam que isso passaria com o tempo. “No seu terceiro aniversário ele já não conseguia manter a cabeça nem um pouco em pé”, disse o pai.

Com um salário equivalente a R$ 9 por dia, Mukesh teve que pegar dinheiro emprestado de seus amigos e parentes para poder procurar tratamentos para Mahendra, mas a busca foi infrutífera. “Levei ele para todos os centros médicos que pude pagar, até mesmo o melhor hospital da Índia, o All India Institute of Medical Sciences em Nova Déli. Mas depois de passar duas semanas os doutores ainda não podiam nos dizer se meu filho pode ser tratado”, conta.

Desesperançados, os pais desde então desistiram de achar uma cura e resolveram simplesmente criar o garoto e dar a ele a vida mais confortável que puderem, mas a população local não parece colaborar. “As pessoas falam coisas ruins e frequentemente riem dele. Isso nos magoa muito [...] Eles falam que eu devo ter cometido alguns pecados terríveis e que é por isso que ele está sofrendo”, desabafa Mukesh.

Esperanças para o futuro

Segundo Shashidhar Tatavarthy, um médico do Artemis Hospital, de Déli, a situação de Mahendra pode ser causada por alguns fatores distintos. “Esse é um dos casos mais raros de todos. A condição dele pode ser devida a uma anomalia em sua coluna ou a uma desordem muscular, mas isso só poderia ser determinado após uma investigação minuciosa”, explica.

Atualmente, Mahendra não frequenta a escola e seus únicos amigos são seus irmãos. Embora Sumitra afirme que talvez fosse melhor para o garoto se tivesse morrido ao invés de ficar sofrendo como faz hoje, o pai ainda mantém alguma esperança de melhora. “Se os médicos conseguem tratar bebês com deficiências severas como duas cabeças e dar a eles operações salvadoras, por que não meu filho? Quero que ele tenha uma vida normal um dia”, pontua.

Via: Mail Online/Jenny Stanton

Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!