Ultimas

Loirinha ganha R$ 500 mil para ser esmagada por modelos plus-size em fetiche bizarro

A pequenina Odette Delacroix é uma modelo que ganha a vida sendo esmagada por mulheres bem mais pesadas que ela para satisfazer um fetiche bizarro. Com 1,52 metro de altura, a gata de 25 anos já faturou mais de R$ 500 mil para deixar que até cinco modelos plus-size subissem em cima dela de uma só vez. Combinadas, as enormes mulheres chegam a pesar 800 kg, forçando-a a prender a respiração por mais de quatro minutos devido à enorme pressão.


Os vídeos de Delacroix com o fetiche bizarro se tornaram um enorme sucesso entre caras do mundo todo, que pagam uma boa grana para ver as sessões de esmagamento, fazendo a jovem ganhar uma pequena fortuna. Morando em Los Angeles, nos Estados Unidos, Odette mantém um relacionamento duradouro com seu namorado de 37 anos, Ashes Wednesdey, e confessa que não trabalha com este fetiche só pelo dinheiro, afirmando que adora o que faz. “Eu sei que soa estranho, mas eu amo ser esmagada. É emocionante. Eu sinto um prazer tão grande em ser asfixiada e presa. É o oposto da claustrofobia para mim”, revelou ao News Dog Media.

A garota afirma que ser esmagada paga extremamente bem e que desde que começou a trabalhar neste ramo já tirou férias luxuosas e comprou carros, além de uma casa enorme. Apesar de ser uma carreira estranha e perigosa, Odette ama o que faz. “Eu nunca tive nenhuma lesão, mas pode ser perigoso e há o risco de asfixia. Eu me exercito e mantenho uma dieta rigorosa para que eu possa ter força física para continuar fazendo o que eu faço. Eu nado regularmente, porque me ajuda a segurar a minha respiração por mais tempo e me alongar antes de cada  sessão é crucial”, revela.
Odette, que é bissexual, revelou que começou a se envolver com o estranho trabalho quando estava na faculdade e fez uns bicos como modelo nua para uns amigos estudantes de arte. Ela percebeu que gostava disso e alguns deles sugeriram que ela tentasse o mundo do fetiche, levando-a a trabalhar com fotos de bondage por um tempo. Depois, ela montou seu próprio site e um fã perguntou, em 2011, se ela consideraria ser esmagada. “Eu nunca tinha ouvido falar disso, mas ele me assegurou que os homens pagariam um bom dinheiro para ver um vídeo desses. Então considerei dar uma chance. Quando eu postei o clipe, ele foi um enorme sucesso. Percebi que havia uma demanda enorme atrás de mulheres pequenas sendo esmagadas”, revelou. “Decidi abandonar meus estudos e me concentrar em fazer vídeos em tempo integral.”
                                                        Via: poptrash.pop

Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!