Ultimas

Antigamente as camisinhas eram feitas de tripas de carneiro!

 
Um de receitas do século XIX incluía uma prática peculiar, sobre a confecção de um preservativo. 

Publicado em 1844, o Guia Prático de Receitas dos Estados Unidos ensinava muitas coisas para as pessoas, como o passo a passo de se fazer bombons, uma cola para cerâmica, a proporção correta de metais para fazer uma liga para uma banheira, como julgar a qualidade da carne, e por aí vai. 
 
O autor é capaz de oferecer praticamente tudo que uma pessoa poderia querer, incluindo, até mesmo, preservativos. A "receita" está entre o modo de fazer um “Licor de Ópio Sedativo de Bartley” e um “Esparadrapo de Baynton”. As instruções indicam o modo de preparo de um preservativo, utilizando alguns produtos químicos domésticos e os intestinos de um carneiro.

A receita dos “baudruches” - ou preservativos -, consiste em:

Modo de preparo

“Retire o ceco de uma ovelha - a primeira parte do intestino grosso; mergulhe-o pela primeira vez em água, molhando ambos os lados. Em seguida, repita a operação em água sanitária, que deve ser trocada a cada quatro ou cinco horas, por cinco ou seis vezes sucessivas; em seguida, remova a membrana mucosa com a unha; usando enxofre, lave em água limpa e, em seguida, com água e sabão; enxague e seque. 

O próximo passo será cortá-lo no comprimento necessário e anexar um pedaço de fita na extremidade aberta. Utiliza-se para prevenir a infecção ou a gravidez. As diferentes qualidades consistem em medidas extras a tomadas no processo acima, e na preparação adequada.

A remoção da membrana mucosa seria pelo fato dela apodrecer. O "enxofre" é usado apenas em pequena quantidade. A água sanitária teria a função de amaciar o material biológico, além de bactericida. 

As pessoas usam somente o ceco das ovelhas porque, uma vez que o ceco é a bolsa entre o intestino superior e inferior, ele tem uma extremidade bem vedada”.
Via: Jornal Ciência


Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!