Ultimas

Veja as sequelas da mulher símbolo da guerra do Vietnã

Você já ouviu falar em Kim Phuc? Seu nome pode até ser desconhecido, mas o seu rosto e o seu drama viraram sinônimos do que foi a Guerra do Vietnã. Ela é a menina que aparece nua e chorando após ter seu corpo queimado em um ataque de napalm. Na época, com apenas 9 anos, Kim se tornou o símbolo dos horrores do conflito.

Agora, mais de 40 anos após os ataques, Kim Phuc está começando uma nova fase em sua vida. Ela viajou até Miami, nos EUA, para consultar com um dos maiores especialistas do mundo no tratamento de queimaduras. O médico Jill Waibel espera aliviar as dores de Kim e suavizar as cicatrizes, que se estendem por todo o seu braço esquerdo, costas e pescoço.

Kim exibe as cicatrizes da explosão de napalm. Tratamento a laser deverá durar um ano e necessitar de sete sessões.

Em 1990, ela se mudou para o Canadá, onde vive até hoje com o marido Bui Huy Toan. Quem os acompanhou até Miami foi o fotojornalista Nick Ut – o mesmo que a fotografou naquele fatídico dia 8 de junho de 1972. Com a imagem, ele ganhou o prêmio Pulitzer, o maior importante do jornalismo norte-americano.

“Ele tirou uma foto minha e agora ele vai estar aqui comigo nesta nova jornada”, declarou Kim sobre o fotógrafo, a quem ela chama carinhosamente de “Tio Ut”. Por alguns anos ela sentiu vergonha de sua foto emblemática, até entender que poderia usá-la como um pedido de paz no mundo.
Via: Independent/Kashmira Gander
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!