Ultimas

40 garotas ficam desesperadas no funeral de jovem portador de HIV


Na cidade de Segarcea, na Romania, ocorreu o enterro de Daniel Decu, que morreu com apenas 24 anos. Em seu enterro estavam presentes dezenas de amigos que o rapaz teve nos últimos anos.

Entretanto, um tumulto teve início entre um grupo de mulheres quando familiares informaram que Daniel era portador do vírus HIV. Várias das jovens presentes no local começaram a ter rompantes de fúria, e a policia teve que se apresentar no local. O problema é que todas essas jovens tiveram relações sexuais com Daniel.

Após o incidente, o doutor Cornel Stanciu, médico da família de Daniel, tentou tornar pública a condição de Daniel, mas acusou a mãe de Daniel de ameaça-lo para não contar sobre o fato de Daniel ser portador de HIV. Doutor Stanciu soube das parceiras de Daniel através de sua filha, que teve um relacionamento com o rapaz. Após o incidente no enterro de Daniel, doutor Stanciu finalmente procurou a polícia.

40 mulheres deram entrada em testes de HIV declarando terem feito sexo com Daniel. Além delas, cerca de 12 mulheres já sabiam ter o vírus, mas não sabiam quem as teria infectado.

Na Romania, uma lei condena a 15 anos de prisão qualquer pessoa que, sabendo ter o vírus HIV, continue a contaminar outras pessoas com ele – a lei não obriga ao portador avisar seus parceiros, embora obrigue o mesmo a usar preservativos. Com a morte de Daniel, e a denúncia do doutor Stanciu, a mãe e alguns familiares estão sendo investigados.
Via: Raopo

Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!