Ultimas

Efeitos assustadores causados por picadas de aranhas

Mesmo que você não sofra de aracnofobia, a ideia de ser picado por uma aranha não deve ser algo que inspire em você pensamentos muito agradáveis. Afinal, embora a grande maioria das picadas seja inofensiva para os humanos — e não provoque muito mais do que irritação e coceira —, determinadas toxinas injetadas por alguns desses animais podem ter efeitos bem estranhos.

O pessoal do site Live Science publicou um artigo listando uma série de reações bizarras que podem ser observadas depois das picadas de algumas espécies de aranhas, e você pode conferir quatro delas a seguir:

1 – Poças de suor

Segundo um estudo, existem registros de que algumas vítimas de picadas das viúvas-negras australianas podem suar tanto que chegam a se formar poças no chão. Esse sintoma pode surgir depois de picadas de aranhas cujo veneno afete o sistema nervoso, e essa espécie nativa da Austrália injeta uma toxina capaz de bloquear os estímulos enviados dos nervos aos músculos.

Esse bloqueio faz com que a musculatura passe a se contrair repetidamente, o que pode ser bem doloroso e provocar grande stress para o corpo, e outras reações ao veneno podem ser espasmos faciais severos, aumento da pressão sanguínea e agitação.

2 – Viagra natural

A armadeira é uma espécie e nativa aqui do Brasil e, além de sua picada ser bastante dolorosa e perigosa, seu veneno contém uma toxina que pode provocar um efeito bem... peculiar, especialmente para as vítimas do sexo masculino. Pesquisadores descobriram que a picada da armadeira faz com que os níveis de óxido nítrico — uma substância capaz de aumentar o fluxo sanguíneo — se elevem, podendo provocar longas e dolorosas ereções.

Em outras palavras, a picada da armadeira é capaz de “armar barracas” — armadeira... armar... seria essa a origem do nome popular dessa aranha? —, e o efeito mágico evidentemente chamou a atenção da indústria farmacêutica, que ficou interessada em, quem sabe, usar a tal toxina para desenvolver medicamentos para tratar disfunções eréteis.

3 – Xixi preto e pele amarela

Essa reação — assim como alguns distúrbios sanguíneos incomuns — pode ocorrer em vítimas de picadas da temida aranha-marrom. O veneno injetado por essa espécie pode provocar um processo chamado hemólise, ou seja, o rompimento de hemácias que, por sua vez, liberam seus conteúdos (hemoglobina) no plasma, resultando em uma anemia que pode durar por vários dias.

Outro distúrbio que pode ser provocado pelo veneno da aranha-marrom é a poliarterite nodosa, no qual pequenas artérias se tornam inchadas e ficam danificadas. Tanto a poliarterite como a hemólise podem resultar na insuficiência renal aguda e na icterícia, e, conforme a hemoglobina vai sendo metabolizada, as substâncias resultantes desse processo podem se acumular no organismo e tornar a urina escura quando finalmente são excretadas.

4 – Necrose

Apesar de todo mundo já ter ouvido falar que as picadas de algumas espécies de aranha podem provocar a morte de tecidos, a verdade é que essa reação é bem rara, ocorrendo em uma proporção inferior a 1 em cada 5 mil casos. No entanto, quando a necrose ocorre, ela pode fazer com que a pele ou outros tecidos fiquem pretos conforme as células vão morrendo.

Aqui no Brasil, a aranha cujo veneno pode causar a morte de tecidos é a aranha-marrom, mas um caso curioso ocorreu no ano passado com uma mulher de férias na Itália. A vítima desenvolveu necrose na orelha depois de levar uma picada, levando os médicos a removerem a parte afetada e reconstruí-la com a cartilagem obtida de uma das costelas da paciente.

Vale destacar que a intensidade dos efeitos provocados pelas picadas de aranha depende de uma série de fatores, como a quantidade de veneno injetada, a idade da vítima e a sua massa corporal. Crianças e idosos, evidentemente, são mais propensos a apresentar reações mais extremas. No entanto, de acordo com os pesquisadores, a maioria das pessoas que sofre picadas raramente desenvolve sintomas muito severos.
Via: Live Science

Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!