Ultimas

Ciência descobre algo que desvenda o maior mistério da Bíblia

Um dos povos mais controversos da Bíblia são os filisteus. O povo ocupou a costa sudoeste da Canãa e sumiu sem deixar vestígios. Até hoje, há discussões entre especialistas e historiadores sobre as peculiaridades dos povos. Alguns acreditam que eles podem ter sido não só um povo, mas uma comunidade de vários povos diferentes.
Agora, a ciência pode ter revelado grande parte dos mistérios sobre os filisteus. Um cemitério de 3 mil anos com ossos de cerca de 200 pessoas foi descoberto em Isreal. Os primeiros indícios arqueológicos indicam que os cadáveres sejam de filisteus. De acordo com a Bíblia, os filisteus lutaram em batalhas contra povos de Israel. Um dos mais clássicos exemplos é do israelita Davi contra o gigante filisteu Golias.
Especialistas que não estão envolvidos nas escavações do cemitério defendem que ainda não há evidências claras de que os fósseis encontrados sejam mesmo de filisteus. Os arqueólogos ainda aguardam publicações científicas que apresentem mais provas de que o território realmente indique um cemitério do misterioso povo na região. Segundo o professor de arqueologia da Universidade de Tel Aviv, em Israel, a comunidade ainda aguarda mais clareza nas informações.
1
De acordo com os escavadores do suposto cemitério filisteu, todo conteúdo previamente publicado sobre achados de corpos deve ser ignorado, pois foram identificados de forma errada. Eles defendem que esse é o primeiro verdadeiro cemitério com fósseis do povo que desapareceu e o conteúdo já descoberto deve ser revisado.
Testes de datação por radiocarbono e análises dos fósseis encontrados indicam que os esqueletos datam do fim do século 11 a.C até o começo do século 8 a.C., de acordo com o professor Daniel Master, da Wheaton College, de Illinois (Estados Unidos). Nessa época, no local onde foi encontrado o cemitério ficava a cidade de Ashkelon.
Por volta do século 10 a.C., apesar das misturas com outros povos, os filisteus eram a maior parte da população na região. Mesmo que no cemitério haja filisteus, pode haver também fósseis de outros povos, pela data em que eles supostamente foram enterrados. Alguns objetos encontrados com os esqueletos podem, por exemplo, ser de origem fenícia, o que indicaria a possibilidade de fósseis desses povos na mesma região.
2
Segundo o professor de teologia de uma universidade finlandesa Raz Kletter, existem outras escavações com artefatos que podem ser considerados filisteus. Ele defende que, mesmo que esse novo cemitério tenha fósseis desse misterioso povo, não é o primeiro a ser encontrado, como seus escavadores afirmam.
Identificar um verdadeiro cemitério filisteu é realmente complicado já que os arqueólogos tem dificuldades para confirmar a identidade dos fósseis cruzando informações. Mesmo que artefatos encontrados e datas de documentos filisteus apresentem indicações da identidade dos povos, as prováveis misturas com comunidades de diferentes etnias mantém vivas as discussões mesmo após publicações em revistas científicas.
Via: Live Science
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!