Ultimas

Insetos aquáticos assassinos se reproduzem assustadoramente!

As baratas d’água são insetos fascinantes. Mas poucas pessoas sabem que na verdade não se trata de uma barata e sim o membro da ordem dos hemípteros, ou seja, é um percevejo aquático. Todas as baratas d’água pertencem a família Belostomatidae. Mas popularmente, dependendo da região do país são chamados de arauembóia, bota-mesa, pica-dedo e escorpião-d’água. Em inglês são conhecidos como “Giant Water Bugs” (Insetos gigantes da água), pois são um dos maiores insetos que existem podendo chegar a 15 cm de comprimento.

Como muitos percevejos o hábito alimentar é bem entranho. Para se alimentar, agarram as suas “vítimas” com as patas dianteiras (que são muito maiores que as outras) e injetam uma poderosa saliva digestiva que dissolve o interior da sua presa. As vísceras da vítima se transformam em uma meleca orgânica pastosa que facilmente sugada pelo aparelho bucal da barata d’água. Na água, comem caramujos, lesmas girinos, salamandras, peixinhos (veja na foto).

A reprodução é incrível. As baratas d’água podem sair da água a noite para se acasalarem. A cópula ocorre durante a primavera e os ovos são postos em plantas aquáticas ou em matéria vegetal em decomposição. 

Em algumas espécies, as fêmeas depositam os ovos sobre as costas dos machos, junto com um líquido adesivo, obrigando-os a carregar os ovos até a eclosão. Acredita-se que isso ocorra porque os machos costumam consumir os ovos e, em suas costas, o acesso torna-se praticamente impossível. Muito legal!

É muito comum encontrarmos esses insetos mortos perto de postes de luz. Os pesquisadores acreditam que por serem animais que evoluíram orientando-se pelas estrelas, costumam ser atraídas por luzes brilhantes, o que faz com que se desorientem, voem em espiral e depois morram de exaustão.


23
Poucas pessoas sabem que na verdade não se trata de uma barata e sim o membro da ordem dos hemípteros, ou seja, é um percevejo aquático.


Em algumas espécies o macho é que carrega os ovos!
Em algumas espécies o macho é que carrega os ovos!



belost2
Para se alimentar, agarram as suas “vítimas” com as patas dianteiras (que são muito maiores que as outras) e injetam uma poderosa saliva digestiva que dissolve o interior da sua presa.
picture151349845858222
As vísceras da vítima se transformam em uma meleca orgânica pastosa que facilmente sugada pelo aparelho bucal da barata d’água. Na água, comem caramujos, lesmas girinos, salamandras, peixinhos.


dunyanin-en-buyuk-bocegi-yeni-zelanda-da-bulundu_89056_b
Algumas espécies são consideradas como iguaria na gastronomia da Tailândia.
Via: Diário de Biologia
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!