Ultimas

8 criaturas subterrâneas que parecem ter vindo outro planeta

Vocês sabem o que são animais troglóbios? Troglóbios são animais que se especializaram para a vida dentro de cavernas. A maioria não possui pigmentação e podem ter os olhos atrofiados ou mesmo ausentes. Ao invés disso possuem longas e numerosas antenas ou órgãos olfativos muito sensíveis. Entre esses há diversos tipos de peixes, insetos, crustáceos, anelídeos e aracnídeos.

Esses animais geralmente vivem em cavernas ou lugares subterrâneos, e alguns são tão estranhos que parecem ter vindo de outro mundo. Pensando nisso, nós separamos para vocês as 8 criaturas subterrâneas que parecem concebidas em outro planeta, confiram:

1 – Sanguessugas

Encontrado exclusivamente na Montanha Velebit, na Croácia, o Croatobranchus Mestrovi é uma espécie bizarra de sanguessuga que habita piscinas de água gelada que recolhem na parte inferior dos poços profundos. Completamente brancos, esses sanguessugas possuem cinco tentáculos curtos que rodeiam a sua boca, que tem função desconhecida.

Sanguessugas geralmente são famosos por se alimentarem de sangue, enquanto outras espécies se alimentam de detritos podres. A alimentação dessa espécie é desconhecida, e para falar a verdade, pouco se sabe sobre o estilo de vida desse sanguessuga.

2 – Os Peixes Bärbel

Sinocyclocheilus é um tipo de peixe que parece não ter crânio, ou simplesmente tem o crânio afundado. Algumas espécies desse gênero são peixes da superfície totalmente cegos, alguns são subterrâneos e enxergam muito pouco, outros já são troglóbios, completamente cegos e desprovidos de pigmento.

3 – Aranha Scurion

Embora exite um grande número de aranhas que vivem em cavernas, apenas algumas são troglóbios (animais que se especializaram para a vida dentro de cavernas). A transparente e pálida Scurion é a única espécie completamente sem  olhos em mais de 1.000 espécies conhecidas. Assim como os peixes do item anterior, essa espécie tem vários “primos” que ainda possuem um par de olhos, diferente das aranhas que vivem em ar livre que costumam ter oito olhos.

4 – Munidopsis Polymorpha

Munidopsis Polymorpha não é tecnicamente um “caranguejo”, mas um Galatheidae (família de crustáceos decápodes) encontrado exclusivamente em um único tubo de lava sob as Ilhas Canárias, que é o tubo de lavas mais longo já descoberto. Os caranguejos de diatomáceas são alimentados pela luz solar que passam por duas frestas nos tetos das cavernas, já esses crustáceos cegos comem nas sombras um pouco além dessas aberturas.

5 – Typhlops Stygichthys

Typhlops Stygichthys pode ser um dos peixeis troglóbios mais ferozes pensando no tamanho da sua cabeça e de seus dentes afiados. Essa espécie foi encontrada no Brasil em 1960, e pensavam-se que ela poderia ser extinta facilmente em 50 anos. Em 2010, essa espécie foi recuperada, mas ainda continua ameaçada pela redução dos níveis de água nos aquíferos subterrâneos.

6 – Amphisbaena Ceco

Amphisbaena Ceco é um animal escavador de formato cilíndrico, e talvez seja o único dessa lista que não chega a viver em cavernas, mas passa bom tempo de sua vida escavando, o que acabou fazendo com que ele se adaptasse a situações semelhantes. Na falta de pigmento, seu corpo parece ser rosado, e seus pequenos olhos são incorporados de forma invisível sob sua pele, e só são capazes de diferenciar a luz da escuridão. Esses répteis sem pernas são encontrados principalmente em Porto Rico e se alimentam principalmente de cupins ou ovos de larvas e formigas.

7 – Eyeless Rathbuni Eurycea

Algumas espécies de salamandras se adaptaram ao mundo subterrâneo, incluindo duas espécies do Texas. O Eyeless Rathbuni Eurycea é o mais especializado e mais comum das duas espécies, embora ainda seja uma rara criatura dependente de água a partir de uma única grande aquífero. Mais raro ainda é a Eurycea Waterlooensis, que possui olhos minúsculos é pode ser visto apenas nas águas mais profundas abaixo do chão de Barton Springs, em Austin.

8 – Planthoppers

Durante muito tempo acreditou-se que os ecossistemas tropicais geralmente não suportam cavernas com fauna endérmicas. Na verdade, quase não há troglóbios conhecidos na Austrália até os anos 1980, quando foi encontrado na Caverna Bayliss uma incrível diversidade de insetos, aracnídeos troglóbios, milípedes e outros invertebrados.

Entre as mais surpreendentes das espécies eram os Planthoppers troglóbios, que são insetos relacionados com cigarras e comuns ao redor do mundo em pastagens e florestas. Você podia até não esperar que tal inseto dependente de plantas poderia se adaptar completamente a vida nas cavernas, mas essas pequenas criaturas prosperam com sucos que sugam a partir de plantas e raízes de árvores que penetraram em cavernas.

E aí amigos, já conheciam todas essas espécies esquisitas? Comentem!
Fonte: List Verse / Fatos Desconhecidos
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!