Ultimas

Afinal, tirar ou não tirar o glúten da dieta?

Em meio a tantas dietas, as pessoas ficam confusas sobre o que deve ser consumido e o que deve ser evitado. Em diversas revistas e em muitos portais, divulga-se a ideia de viver sem glúten.

Isto já é realidade para quem sofre de alergia por esta proteína, de forma a não poder consumir trigo, aveia, centeio, cevada e malte. No entanto, quem não tem intolerância ou alergia, deve manter o consumo. Uma vez que o glúten é retirado da dieta, automaticamente há redução de fontes energéticas.

Para quem usa esta dieta para perder peso, fique sabendo que não há nenhuma prova científica de que o glúten engorda. O que provoca o aumento do peso é o elevado consumo de produtos ricos em gordura, açúcar, sódio e pobres em nutrientes. Em muitos destes alimentos, há a presença do glúten, mas, novamente, não é esta proteína que engorda.

Quais alimentos contêm glúten? Pão, macarrão, massas em geral, salgadinhos, biscoitos, cerveja, whisky, vodca, achocolatados, bebidas contendo malte, cafés misturados com cevada, patês enlatados, embutidos, carnes à milanesa, maionese, catchup, mostarda e temperos industrializados.

Pessoas que apresentam doença celíaca (alérgicos ao glúten), desenvolvem inflamação crônica da mucosa do intestino delgado que pode resultar na atrofia das vilosidades intestinais, diarreia com perda de gordura nas fezes, vômito, perda de peso, inchaço nas pernas, anemias, alterações na pele, fraqueza das unhas, queda de pelos, diminuição da fertilidade, alterações do ciclo menstrual e sinais de desnutrição.
Se a alergia não é o seu caso, mas, sim, ter uma alimentação mais regrada e saudável é o seu objetivo, então, adicione alimentos integrais, frutas, cereais e tapioca na rotina.
Fonte:  Blog da Saúde
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!