Ultimas

Personalidade Passivo-Agressiva - Como Identificar Esse Transtorno?

O transtorno de personalidade passivo-agressiva caracteriza-se pela associação da passividade com a agressividade e vice-versa. Manifesta-se através da apatia e desinteresse generalizados, com ausência quase completa de estímulos e incentivos, trazendo também uma certa rejeição às normas estabelecidas, pouca força de vontade, ausência do sentido do dever e escassa capacidade de organização, tudo isso faz que este tipo de pessoas não realize (ou faça errado) qualquer tarefa solicitada.

É um transtorno pouco falado na nossa sociedade mas bem mais comum do que pensamos. Muitas pessoas sofrem dele sem saber e sem estar diagnosticados. Nós mesmos, podemos ter características de pessoas passivo-agressivas? Conhece pessoas à sua volta que podem sofrer deste transtorno?

1 - No trabalho costumam ser pessoas pouco eficientes, deixando suas obrigações para outro momento, perdendo tempo, esquecendo-se das tarefas, se distraindo e se comportando sem responsabilidade. Algumas vezes, as pessoas com transtorno de personalidade passivo-agressiva fazem as coisas erradas de propósito para que não lhe peçam de novo para fazer o que não gostam, ou o que acham que não tem nada a ver com eles.
2 - Quem sofre do transtorno passivo-agressivo recusa-se a qualquer nova atividade ou responsabilidade, ou a saboteia até se livrar dela. Também não colabora em grupo encontrando sempre problemas nas propostas dos outros. Chama seus chefes/professores e/ou colegas de incompetentes, injustos, autoritários e desconsiderados.Tenta culpar os outros pelas suas falhas e erros, criticando e acusando de forma deliberada.
3 - A pessoa passivo-agressiva com frequência sente-se discriminada pensando que os outros são sempre tratados melhor do que ele, provocando sentimentos de hostilidade, inveja, rancor e ressentimento. As comparações e os sentimentos negativos fazem ele criticar sempre os outros, se mostrando cético, cínico e sarcástico.
 
4 - Costuma discutir, criando conflitos, comportando-se com agressividade verbal mas sem chegar nunca à agressão física. Expressa de forma impulsiva suas emoções, com explosões descontroladas de raiva que podem ser seguidas por ira e choro.
5 - Quem sofre de transtorno de personalidade passivo-agressiva tem reações de raiva por causa de sua agressividade contida que sai à tona quando alguém recrimina seu comportamento. Normalmente essas reações vem acompanhadas (ou talvez em um momento posterior) por sentimentos de culpa.
 
6 - Caracterizam-se também por ter atitudes arrogantes, ameaçadoras e desafiantes, mas no fundo são pessoas inseguras, com baixa autoestima e com grande necessidade de auto-afirmação.
 
7 - Quem sofrede transtorno de personalidade passivo-agressiva costuma se sentir infeliz consigo mesmo e considera que as pessoas à sua volta não o valorizam, sentindo-se incompreendido. São pessoas pessimistas, com irritabilidade e agressividade que se alternam com quedas no estado de ânimo em contextos de tensão e instabilidade emocional.
 
8 - Dependem excessivamente de outras pessoas, ainda que não considerem muito os conselhos e opiniões que os outros possam dar. Discutem com frequência, mas tentam não romper as relações com as pessoas que conhecem. Quando percebem que forçaram muito a situação, fazem de tudo para acalmar a outra pessoa. Prometem que não acontecerá de novo e fazem de tudo para conseguir ser perdoadas e que as pessoas não terminem com elas de vez. Por isso, seus relacionamentos são bem mais duradouros do que possa parecer de fora.
9 - Costumam se mostrar impacientes e com baixa tolerância à frustração, alterando-se com facilidade. São suscetíveis e interpretam que as outras pessoas estão provocando, reagindo de forma agressiva. São imprevisíveis.
 
10 - As pessoas passivo-agressivas sempre estão insatisfeitas, vivendo de forma constante em um estado de intranquilidade e agitação interior. Mostram que não estão contentes reclamando por tudo, acabando com a paciência dos outros e reforçando assim seu sentimento de amargura e incompreensão. Com frequência reclamam do azar e de que sua vida inteira é um fracasso, pensando que não vale a pena se esforçar por nada.
Fonte: Saúde.UmComo
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!