Ultimas

Gota - Doença Reumatológica Que Transmite Muita Dor

A Gota é uma doença reumatológica, metabólica e inflamatória, caracterizada pela elevação dos índices de ácido úrico do sangue, o que faz com que cristais de sódio se depositem nos tecidos e articulações gerando crises de artrite aguda secundária e incômodos aos portadores da doença.

O aumento nas taxas de ácido úrico, a chamada hiperucemia não significa necessariamente que a pessoa é portadora de Gota. Isso ocorre apenas com 20% dos hiperucêmicos.

O que causa a Gota?

A doença pode ocorrer tanto pela produção excessiva do ácido úrico, quanto pela ineficiência na eliminação da substância pelo organismo.

No primeiro caso, pode haver alguma falha enzimática que faz com que o corpo produza uma quantidade de ácido úrico que os rins não dão conta de eliminar, mas este caso é menos comum.

No segundo caso, pode haver uma ausência congênita no mecanismo enzimático responsável pela eliminação do ácido úrico pelos rins. Quando isso não ocorre perfeitamente, aumenta a concentração do ácido no sangue.

A Gota também pode ser classificada como primária, quando a causa é desconhecida e tem ligação genética, que é mais comum, ou secundária, quando se desenvolve em razão de outra doença associada à Gota como anemia, leucemia, psoríase, insuficiência renal, hipertensão arterial, hipotireoidismo, entre outras, ou em razão de medicamentos como diuréticos, aspirina, warfarina, entre outros.

A ingestão de bebida alcoólica também pode ser associada a hiperucemia, podendo desencadear a Gota.

Quais são os sintomas da Gota?

Na maior parte dos casos, a Gota costuma se apresentar como uma inflamação articular que causa um inchaço grande e dor intensa, geralmente no dedão do pé. Essa primeira crise dura em média uma semana, mas passa e o paciente volta a viver normalmente, e é justamente aí que mora o problema. Como tudo volta ao normal, a pessoa deixa de procurar orientação médica, o que só acontece quando ocorre uma nova crise, o que pode demorar meses e até anos.


A segunda crise pode afetar as mesmas articulações ou se expandir para outras, mas se não for feito um tratamento, a tendência é que o intervalo entre as crises fique cada vez menor e a intensidade da crise fique cada vez maior, podendo comprometer até e deformar as articulações.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito através da identificação de cristais de ácido úrico no líquido retirado da articulação. Sem essa identificação, não é possível diagnosticar a Gota antes de descartar outras doenças.
Outra técnica consiste em confirmar a presença de tofos – conglomerados de cristais de ácido úrico – presentes em tecidos como na borda da orelha, ponta do nariz e na superfície das articulações.
Os valores de ácido úrico considerados normais no sangue são de 3,4–7,0mg/dL para homens adultos e 2,4–6,0mg/dL para mulheres adultas. Mas o simples aumento dessas taxas não significa o diagnóstico de Gota.

Como é feito o tratamento da Gota?

Na maioria dos casos, a Gota ocorre devido a falhas na produção e eliminação de ácido úrico, problemas genéticos que não possuem tratamento definitivo. Por isso, o que se pode fazer é seguir orientações, dietas, tratar doenças associadas e administrar remédios que diminuam as taxas de ácido úrico no sangue para evitar as crises de Gota.

Se você tiver algum indício de Gota, bem como casos na família, o ideal é consultar um médico para fazer o diagnóstico e receber o tratamento adequado.

Vale lembrar que a Gota não é uma doença grave, mas está associada a outras como hipertensão arterial, diabetes e obesidade, por isso é sempre bom ficar atenta.

Veja o vídeo e aprenda como prevenir essa dolorosa doença chamada "gota": 

Fonte: dicasdemulher.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!