Ultimas

Descoberto Como Ocorre a Transmissão do Zika vírus na Gravidez

Este mês, o primeiro caso de um bebê europeu nascido com microcefalia resultante de infecção pelo zika vírus foi registrado na Espanha, país onde cerca de 200 pessoas estão infectadas. Por lá, praticamente todos os doentes foram infectados pelo zika vírus após viagens a países latino-americanos, assim como nos Estados Unidos, país em que novas informações sobre a doença acabam de ser divulgadas. Publicado na revista Cell Host & Microbe, um novo artigo traz importantes dados acerca da transmissão placentária do zika vírus, que é transmitido de mãe para filho durante a gravidez.

(A transmissão do vírus da zika da mãe para o bebê geralmente resulta em alterações durante a formação do encéfalo, resultando em bebês com microcefalia. Foto: BBC).

Os pesquisadores responsáveis por este novo trabalho sobre o zika vírus já haviam estudado o citomegalovírus – responsável pela transmissão de um tipo de herpes –, demonstrando sua transmissão de mãe para filho. Para analisar se o zika vírus infecta os embriões de forma semelhante a outras espécies virais, os pesquisadores isolaram diferentes células placentárias encontradas no início e final da gestação e as colocaram em contato com amostras do zika vírus.

Através de técnicas de microscopia e imunofluorescência, os pesquisadores conseguiram rastrear o caminho percorrido pelas amostras virais das células maternas até o embrião. Segundo eles, quando infectam células uterinas, as moléculas virais disseminam-se e são transportadas através dos vasos sanguíneos da mãe até os citotrofoblastos – as células responsáveis por invadir a parede do útero –, e destes até as células epiteliais da membrana amniótica. Então, estas partículas virais são liberadas no líquido amniótico, onde finalmente infectam o embrião.
(Além de demonstrar de que forma o vírus infecta o embrião, os pesquisadores também demonstraram o poder de inibição de uma molécula chamada duramicin sobre o zika vírus. Imagem: Tabata et al., 2016 – Cell Host & Microbe).

Além disso, os pesquisadores também conseguiram demonstrar que, quanto mais cedo for o tempo gestacional no momento em que a mãe for infectada, maior será a carga viral com a qual o embrião entrará em contato, ou seja, maiores serão as chances de transmissão da doença e os seus efeitos no bebê. Por fim, os pesquisadores também conseguiram demonstrar o efeito de dois inibidores celulares sobre o vírus. Um dos inibidores, denominado Duramycin, se liga à parede celular e induz a apoptose (morte celular), reduzindo de forma bastante significativa a infecção pelo vírus – o que pode ser uma esperança para diminuir acabar com a transmissão placentária do zika vírus.

Neste vídeo a gestante vai aprender o que deve fazer quando identificar os sintomas da doença:

Fonte: cell.com / biologiatotal.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!