Ultimas

Síndrome das Pernas Inquietas - Vontade Irresistível de Movimentar as Pernas

São condições que cursam com movimentação anormal dos membros no início ou durante alguns estágios do sono.

Sintomas

A Síndrome das Pernas Inquietas (SPI) se manifesta principalmente pela vontade irresistível ou necessidade imperiosa de movimentar os membros inferiores para aliviar sensações inespecíficas descritas como "formigamento", "queimação" ou " incômodo" nas pernas, ocorrendo geralmente antes de iniciar o sono.

A grande maioria dos pacientes com SPI (aproximadamente 80%) também apresentam movimentos de Membro Periódicos de Pernas durante o sono (MPP). Estes movimentos podem dificultar o sono do próprio paciente causando microdespertares (muitas vezes sem que ele tenha consciência) e podem incomodar o cônjuge. Apesar da SPI e MPP serem condições correlatas, alguns pacientes apresentam apenas MPP (Movimento Periódico de Pernas) que é definido pelo registro de pelo menos 5 movimentos de pernas por hora de sono na polissonografia. Outros apresentam apenas a Síndrome das Pernas Inquietas sem MPP.

Os sintomas de ambas podem começar na infância, mas pioram com a idade, sendo que a maioria dos casos é diagnosticada por volta dos 50-60 anos de idade.

Causas

A SPI e os MPP podem ocorrer sem nenhuma causa aparente (etiologia idiopática). Alguns estudos demonstram que estes distúrbios são mais frequentes em determinadas famílias o que sugere influência genética. Muitas patologias e condições médicas desencadeiam ou agravam os sintomas da SPI e os MPP como: gravidez, anemia, baixos níveis de ferro e ferritina no sangue, artrite reumatoide, doenças renais, uremia, diabetes, neuropatias periféricas, alcoolismo, doença de Parkinson.

Alguns medicamentos como bloqueadores de canais de cálcio, antieméticos (medicações para náuseas), antigripais, antialérgicos, neurolépticos (haloperidol) e alguns antidepressivos podem piorar os sintomas.

Tratamento

O tratamento envolve medidas como prática de exercícios físicos aeróbios, tratamento de possíveis deficiências de ferro ou vitamínicas, controle das doenças associadas como diabetes, neuropatias e outras, evitar produtos como café, chá preto, chá mate e chocolate. O tratamento medicamentoso pode ser feito com uso de agentes dopaminérgicos e alguns anticonvulsivantes. O Clonazepam e alguns opioides podem ser usados em casos selecionados.

Assista no vídeo abaixo como se dá a manifestação dessa síndrome:

Fonte: polisono.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!