Ultimas

Adenoidite - Infecção Que Provoca Obstrução Nasal

Sabe aquela dor na garganta? Ela pode ser Adenoidite! É uma inflamação das adenoides, também chamadas de tonsilas faríngeas.

Adenoide é o nome de dois pequenos conglomerados de tecido linfoide, que se localizam na rinofaringe, região situada atrás das cavidades nasais e acima do palato mole, conhecido como céu da boca. Assim como no caso das amídalas, as adenoides são órgãos que fazem parte do sistema imunológico e produzem anticorpos. Também denominadas de carne esponjosa, constituem um mecanismo de defesa contra a invasão de agentes estranhos ao organismo. A adenoidite é a inflamação das adenoides, que podem ser causadas por vírus ou bactérias.

1) O que causa a Adenoidite?

A adenoide e os demais órgãos linfoides da rinofaringe constituem uma barreira de defesa contra microrganismos, mas se o ataque a ela for muito agressivo, a própria adenoide pode ser infectada. A maioria das infecções da adenoide é causada por vírus, mas também pode ser bacteriana.

2) Quais são os sintomas da Adenoidite?

A principal consequência das adenoidites de repetição ou da hipertrofia das adenoides é a obstrução nasal que obriga o indivíduo a respirar o tempo todo pela boca. Esta atividade pode ocasionar:
  • Alterações no desenvolvimento da arcada dentária e da musculatura da face.
  • Ronco
  • Apneia do sono
  • Voz anasalada
  • Acúmulo da secreção no interior do nariz.
Além disso, a adenoidite pode ocasionar no início da inflamação febre de começo súbito, rinorreia purulenta (ranho amarelo-esverdeado) e obstrução nasal.

A adenoidite ocorre geralmente em crianças, entre os 2 a 7 anos de idade. O aumento de tamanho de forma severa pode levar a obstrução respiratória da criança. Na criança, a adenoidite pode ocasionar:
  • Dificuldades para respirar pelo nariz.
  • Roncar
  • Babar enquanto dorme.
Além disso, uma criança que passa a ter uma noite de sono ineficiente pode desenvolver sonolência diurna ou hiperatividade, perda de peso (em decorrência para a respiração).

3) Quais são os tratamentos?

Normalmente, a adenoidite é resolvida por meio de antibióticos. Porém, se ela for muito frequente e se os antibióticos não estiverem resolvendo ou, ainda, se houve problemas rspiratórios mais sérios, é aconselhável proceder-se à cirurgia para remover as adenoides (adenoidectomia).

A adenoidectomia é uma cirurgia simples e deve ser realizada por um otorrinolaringologista. As adenoides são removidas através da boca e não é necessário fazer nenhuma incisão adicional. A maioria dos pacientes pode ter alta logo após a recuperação do procedimento. Depois do procedimento cirúrgico, pode ainda haver um pouco de febre, dores de garganta ou de ouvido por alguns dias. Pode ser desconfortável a ingestão dos alimentos e a respiração pela boca enquanto a garganta estiver inchada.

4) Como prevenir?

Algumas dicas são interessantes para a prevenção contra a inflamação das adenoides, como lavar frequentemente as mãos com água e sabão e as cavidades nasais com soro fisiológico, já que não existe vacina contra a inflamação das adenoides.

Confira outras dicas para a prevenção da adenoidite:
  • Não medique a criança por conta própria. É importante que a criança esteja acompanhada por um médico, visto que infecção na garganta e nas adenoides é comum neste período.
  • A remoção das adenoides por meio da cirurgia não traz nenhum prejuízo para a defesa do aparelho respiratório da criança. Ao contrário, seu estado geral melhora, porque o foco infeccioso e a obstrução respiratória desaparecem.
Fique atento para os sintomas que a criança desenvolver. Visite periodicamente o médico também, a fim de prevenir possíveis problemas.

Veja no vídeo abaixo como é feito a cirugia da adenoide:

Fonte: biosom.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!