Ultimas

Envenenamentos e intoxicações - O Que Fazer Nesta Hora?

Podemos considerar envenenamento e intoxicação como situações causadas pela ingestão, aspiração ou introdução no organismo, de maneira acidental ou não, de substâncias tóxicas de vários tipos. Como consequência podemos ter um quadro grave e até mesmo morte em poucas horas, se o paciente não for socorrido brevemente.

Substancias que mais causam intoxicações

  • Produtos de limpeza doméstica em geral;
  • Venenos utilizados no lar, principalmente os raticidas;
  • Drogas entorpecentes;
  • Gases tóxicos;
  • Medicamentos, os mais variados;
  • Alimentos contaminados ou deteriorados.

Porta de entrada

Boca: Ingestão de toda e qualquer tipo de substância tóxica, seja ela natural ou química.

Pele: Pelo contato direto da pele com plantas ou substâncias químicas tóxicas.

Vias respiratórias: Pela aspiração de gazes ou vapores provenientes de substâncias tóxicas.

Quadro clínico

Nos casos de envenenamento por ingestão, podemos ter os seguintes sintomas:
  • Lesões, manchas ou até mesmo queimaduras ao redor da boca;
  • Hálito forte, com odor estranho;
  • Paciente exalando odores pela respiração, no corpo ou nas roupas;
  • Transpiração exagerada;
  • Alterações da frequência respiratória e do pulso;
  • Dificuldade para engolir;
  • Náuseas, vômitos, diarreia e dor abdominal;
  • Pupilas dilatadas ou diminuídas;
  • Alterações do nível de consciência, sonolência e convulsões.
Nos casos de envenenamento por contato, podemos ter os seguintes sintomas:
  • Lesões de pele com coceira;
  • Olhos irritados, muitas vezes com lacrimejamento;
  • Tonturas e dores de cabeça;
  • Lesões mais quentes que a pele não afetada.
Nos casos de envenenamento por inalação, podemos ter os seguintes sintomas:
  • Tosse;
  • Lacrimejamento e irritação ocular;
  • Espirros, narinas irritadas e avermelhadas;
  • Respiração rápida, ofegante.

O que fazer

Nos casos de envenenamento por ingestão:
  • Não provocar o vômito;
  • Não oferecer água, leite ou qualquer outro líquido;
  • Afrouxar as roupas e se necessário remove-las;
  • Não deixar a vítima sozinha em nenhum momento;
  • Deixar a vitima falar;
  • Deixar a vitima o mais confortável possível;
  • Remoção urgente para o Pronto Atendimento.
Nos casos de envenenamento por contato:
  • Lavar o local afetado com bastante água corrente;
  • No caso de problema nos olhos, lavar abundantemente com água limpa e cobrir com pano limpo ou uma gaze;
  • Providenciar remoção urgente para o Pronto Atendimento.
Nos casos de envenenamento por inalação:
  • Colocar a vítima em local arejado;
  • Afrouxar as roupas e se necessário remove-las;
  • Remoção urgente para o um Serviço de Emergência.

Importante

Atenção para a segurança de quem presta o socorro, evitando que entre em contato com o produto que causou a intoxicação.

O transporte da vítima deve ser em posição lateral, evitando aspiração de possível vômito. Na remoção, recolher todos os restos da substância, recipientes, embalagens e aplicadores para dar mais informações por ocasião do atendimento hospitalar.

Animais peçonhentos, picadas ou mordeduras

São considerados animais peçonhentos aqueles que possuem glândulas secretoras e aparelhos para inocular veneno. Num primeiro momento sempre considerar a mordida de cobra como de uma cobra venenosa.

Quadro clínico

  • Sinal de mordida na pele como um pequeno ponto descolorido;
  • Dor no local da mordida, com inchaço;
  • Taquicardia e dificuldade para respirar;
  • Cansaço, fraqueza e visão turva;
  • Formigamentos, espasmos musculares e até paralisias;
  • Dores de cabeça, náuseas e vômitos.

O que você pode fazer

  • Procurar manter a calma, e a vítima deitada o mais confortável possível;
  • Lavar o local da mordedura se possível com bastante água e sabão e cobrir com pano limpo;
  • Retirar anéis, relógios, cintos, pulseiras e todo objeto que possa provocar um garroteamento caso ocorra edema do local ou membro afetado.
  • Manter a pessoa o mais imóvel possível, dificultando a absorção do veneno;
  • O local da mordedura deve ser mantido no mesmo nível do coração ou até abaixo se possível;
  • Providenciar remoção para serviço de emergência o mais rápido possível para a aplicação do soro antiofídico;
  • Caso possível, levar o animal para que seja identificado e para que a pessoa receba o soro adequado.
Nunca fazer torniquete, pois pode bloquear a circulação sanguínea levando a gangrena ou necrose. Cuidado com as crendices: nunca colocar terra, pó de café, fumo de corda, folhas, creme dental sobre a ferida. Estas medidas só agravam a situação podendo provocar infecções. Nunca cortar o local da ferida, com a intenção de fazer uma sangria.

Neste vídeo você vai aprender a como se precaver quanto a intoxicação dos produtos químicos nos acidentes domésticos:



Aqui vão os contatos telefônicos em caso de acidentes como envenenamentos e intoxicações:

CCI – Centro de Controle de Intoxicações

Plantão: 0800 771 37 33 ou (5511) 5012 53 11

Instituto Butantan

(soros contra mordeduras e picadas de animais peçonhentos)
(11) 3726-7222
Fonte: debemcomavida.mdsinsure.com
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!