Ultimas

Síndrome de Savant - A Doença da Inteligência Acima da Média

Algumas pessoas se destacam pela inteligência extrema e capacidade de resolver questões complexas, outras pela inabilidade total de executar tarefas simples como se vestir. E ainda há as que se destacam por apresentar as duas condições. Essas são as que têm a chamada Síndrome de Savant.

Em resumo, um savant é um indivíduo que apresenta uma habilidade além da média em paralelo com uma deficiência ou desenvolvimento atípico.  É o caso de habilidades extraordinárias, como o de Stephen Wiltshire, documentado por Oliver Sacks no livro Um antropólogo em Marte,  que consegue fazer belos desenhos de modo muito preciso vendo somente um vez o local.


(O indivíduo Savant apresenta altas habilidades junto com desenvolvimento atípico)

Outros casos da Síndrome de Savant

Ainda dentro de casos conhecidos, citamos Daniel Tammet, que foi diagnosticado com síndrome de Asperger, fala 10 línguas e escreveu a sua biografia, Nascido em Um Dia Azul. O filme Rain Man foi inspirado na história real de Kim Peek, autista com uma habilidade de memorização extraordinária. Essa síndrome foi descoberta em 1887 pelo mesmo médico que descreveu a Síndrome de Down.

John Langdon Down apresentou 10 casos de pessoas com deficiência intelectual (DI) e habilidades especiais em diversas áreas, como música, o ato de recitar poesias, matemática, dentre outras.

Ele cunhou, então, o termo Idiota Savant. Idiota era a terminologia da época para DI, hoje caiu em desuso e é considerado pejorativo. Savant vem do francês, sábio. De acordo com a estudiosa, a causa da síndrome ainda é desconhecida. Alguns autores apontam para uma questão congênita, visto que a maioria das habilidades se manifesta na infância, ou é adquirida em casos de lesão no sistema nervoso central.

Sintomas da Síndrome de Savant

Altas habilidades em uma ou mais áreas do conhecimento em contraste com um déficit do funcionamento são os sintomas principais dessa síndrome. Os indivíduos podem ser talentosos – quando a alta habilidade contrasta com a deficiência – e prodigiosos, que envolve um talento acima de média para a população em geral, nos casos mais raros.  

As áreas de conhecimento já relatadas são cálculo rápido, cálculo de calendário, música, artes, linguagem, memorização, dentre outras. A Síndrome de Savant tem uma relação também com o autismo. Autores como Treffert preferem o termo Síndrome de Savant a autista savant, pois aproximadamente 50% das pessoas com a síndrome estão no espectro do autismo. Contudo, esse dado é de uma pesquisa internacional, não temos estatísticas referentes à síndrome no Brasil.

O desafio do tratamento

Um dos maiores desafios do Savant é: investe-se no potencial ou foca-se no déficit? Não existem tratamentos específicos para a Síndrome de Savant, mas sim metodologias de trabalho desenvolvidas para a deficiência ou espectro do autismo que contemplam as altas habilidades dessas pessoas.

Dessa forma, o enfoque é na potencialidade desses sujeitos, no desenvolvimento de habilidades de vida diária e acadêmicas que podem auxiliá-los no cotidiano, já que não há cura para essa síndrome. Com os tratamentos e educação adequados, as pessoas no espectro do autismo e com deficiência podem se desenvolver melhor.

No que se refere à inclusão social, os relatos dos casos demonstram que as habilidades especiais ajudam as pessoas que têm Savant. Para a psicóloga, é importante que suas predileções e habilidades sejam levadas em consideração no processo educacional e de diversos tratamentos que elas estiverem submetidas.

Veja no vídeo abaixo tudo sobre a Síndrome de Avant:

Fonte: doutissima.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!