Ultimas

Síndrome de Irlen - Incapacidade de Adaptação à Luz

A síndrome de Irlen é, junto com a dislexia de desenvolvimento, uma das principais causas de dificuldade de leitura e aprendizagem. Trata-se de uma sensibilidade específica a alguns espectros da luz que dificultam a concentração.

Os principais sintomas da síndrome são a alta sensibilidade à luz, a restrição do campo visual periférico, a dor de cabeça e as dificuldades de manter o foco durante a leitura, de adaptação a contrastes e concentração.

“A dificuldade (de quem tem a síndrome) é focalizar aquilo que se tem intenção de forma instintiva. Então, ele tem que fazer um esforço, o que causa dor de cabeça e cansaço em atividades que são rotineiras para a maioria das pessoas”, explica o oftalmologista Ricardo Guimarães, fundador e presidente do Hospital de Olhos Minas Gerais. Segundo o médico, como a síndrome é uma doença cerebral, e não visual, é possível que exames oftalmológicos de rotina apresentem “normalidade total” e, ainda assim, a pessoa possua a síndrome. O diagnóstico só é feito por uma série de testes multidisciplinares.

Patologia prejudica aspectos além da visão


A síndrome de Irlen, ou síndrome escotópica sensitiva, foi identificada pela norte-americana Helen Irlen, em 1983, e afeta diversos aspectos da vida de quem possui. No Brasil, a síndrome é reconhecida há apenas seis anos.

Segundo a Fundação Hospital de Olhos, cerca de 85% do que o paciente enxerga é captado pela percepção do ambiente, o que inclui a noção motora e sensorial. Por isso, a síndrome é estudada por profissionais de várias áreas, como da psicologia, da psicopedagogia, da fonoaudiologia, da terapia ocupacional e da fisioterapia.

O médico oftalmologista e presidente do Hospital de Olhos de Minas Gerais, Ricardo Guimarães, atenta para a falta de atenção que hoje é dada à patologia nos consultórios de oftalmologia.

De acordo com ele, o médico precisa se preocupar com todos os pontos da visão do paciente, e ir além da receita de óculos para que os casos de síndrome de Irlen possam ser identificados mais cedo.

O que é ?

Uma disfunção cerebral no processamento da imagem, devido a uma sensibilidade na percepção da luz.

Sintomas


- Sensibilidade à luz (luz do Sol, luzes fortes, fluorescentes, faróis, iluminação nas ruas);

- estresse e esforço ao realizar tarefas rotineiras (atividades visuais, audição, assistir à TV, visualização de cores, uso do computador);

- dores de cabeça ao ler;

- dificuldade para acompanhar objetos em movimento;

- dificuldade em dirigir à noite;

- cansaço/fadiga em atividades rotineiras;

- baixa concentração no estudo e ao realizar provas;

- percepção de profundidade comprometida;

- déficit de atenção;

- náuseas, tontura e dores de estômago ao ler;

- ansiedade/nervosismo.

Tratamento

Não há um tratamento padrão, já que a síndrome de Irlen não se manifesta da mesma forma em todas as pessoas. No entanto, o tratamento mais comum é o uso dos filtros coloridos para neutralizar o contraste luminoso, e para cada caso é recomendada uma cor específica.

Assista este vídeo para maiores informações sobre a Síndrome de Irlen:

Fonte: saomiguelbh.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!