Ultimas

Amnésia - Perda Parcial ou Total da Memória

É impossível imaginar nosso dia-a-dia sem a constante ação da memória. Ela é a cola do tempo. Sem memória o presente não faz nenhum sentido. Sem ela é como nascer de novo a cada minuto. 

Imagine acordar de repente em um lugar desconhecido e não ter a menor ideia de como foi parar lá; estar cercado de pessoas completamente desconhecidas e receber a notícia que são a sua família, não conhecer sua história, seus planos, seus erros e acertos antigos. O nome desse cenário desesperador é amnésia, uma doença devastadora que gera sofrimento para muitos pacientes e seus familiares.

A amnésia é a perda parcial ou total das memórias já adquiridas ou a incapacidade de fixar novas memórias. Quando grave, impede qualquer forma de vida social com qualidade.

Existem basicamente 2 tipos de Amnésia:

  • Do evento para frente (anterógrada) – tipo mais comum. O paciente passa por um problema físico e a partir dele passa a não fixar mais nenhum evento. Tudo que ocorreu antes ele se lembra.
  • Do evento para trás (retrógrada) – O paciente esquece eventos que ocorreram antes do paciente passar por algum problema  de saúde. A duração é variável, mas raramente passa de 6 meses  antes do evento.
Os dois tipos podem apresentar-se juntos, por exemplo: um paciente que sofre um trauma na cabeça em um acidente pode esquecer o que viveu nos 3 meses que antecederam o trauma e perda a capacidade de fixar novas memórias após o ocorrido.

Causas de Amnésia:

  • Trauma: é uma causa importante de amnésia, tanto anterógrada, como retrógada. Ocorre por lesão direta em uma região chamada de lobos temporais.
  • Alcoolismo: causa amnésia por lesão direta do álcool e por carência de vitamina B1.
  • Amnésia Global Transitória: doença de causa ainda desconhecida. O paciente de repente para de fixar novas memórias, parece confuso. O quadro passa sozinho completamente dentro de algumas horas. Os exames são todos normais. Gealmente o quadro não volta a ocorrer
  • Doenças degenerativas: como por exemplo a doença de Alzheimer. O paciente lembra do passado mas tem dificuldade em fixar novas memórias.
  • Psicológica: após um stress intenso o paciente pode esquecer de parte de suas memórias ou mesmo todas elas. O quadro geralmente é transitório.
Tratamento: 

  • Métodos comportamentais: utilizar lembretes, agendas, alarmes. De modo a depender menos da capacidade cerebral de recordação
  • Medicamentos: existem medicamentos que podem auxiliar no processo de memorização. O efeito é parcial e geralmente usado para causas degenerativas, como a doença de Alzheimer.
Veja no vídeo abaixo as informações médicas sobre a amnésia:

Fonte: leandroteles.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!