Ultimas

Cientistas Criam Tela de Smartphone Capazes de Reparar Arranhões

Se a tela do seu smartphone quebra após um tombo, geralmente você tem duas opções: Pagar para trocar a tela ou comprar outro celular.

Mas cientistas da Universidade da Califórnia em Riverside inventaram o que poderia se tornar uma terceira opção: uma tela para smarphones capaz de se curar, igual o fator de cura do Wolverine.

Os pesquisadores realizaram vários testes com o material, incluindo sua capacidade de se reparar de cortes e arranhões.

O material, que pode esticar até 50 vezes o seu tamanho original, é feito de um polímero esticável e um sal iônico. Ele possui um tipo especial de ligação chamada interação íon-dipolo, que é uma força entre íons carregados e moléculas polares. Isto significa que quando o material quebra ou tem um arranhão, os íons e moléculas atraem um ao outro para “curar” o material.

(O material desenvolvido por cientistas da UC Riverside. Wang Lab)
Esta é a primeira vez que cientistas criaram um material que se “regenera” capaz de conduzir eletricidade, tornando-o especialmente útil para uso em telas de celular e baterias, diz Chao Wang, o químico que conduz a pesquisa.

Alguns telefones da LG, como o G Flex, já incluem um material semelhante em suas capas traseiras que podem “curar” arranhões . Mas este material não pode conduzir a eletricidade, assim os fabricantes não podem utiliza-o em telas.

Wang prevê que este novo material que se “autocura” será usado em telas de telefones e baterias até 2020. A equipe apresentará sua pesquisa em uma reunião com a American Chemical Society , a maior organização científica do mundo dedicada ao estudo da química.
Fontes: businessinsider.com.au / conhecimentocientifico.r7.com
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!