Ultimas

Lagarta Comedora de Plástico é a Solução Para Lixo Acumulado

Uma lagarta que come sacolas de plástico pode ser a chave para combater a poluição ambiental, dizem cientistas.

O bicho de dieta incomum foi descoberto quase por acidente, mas agora os investigadores querem usar a Galleria mellonella, a traça do favo de mel, para desenvolver uma maneira rápida de degradar o polietileno que é encontrado em muitos plásticos não-biodegradáveis.

100 lagartas Galleria mellonellada são capazes de consumir 92 miligramas de plástico em hora, revelou a equipe do Instituto de Biomedicina e Biotecnologia de Cantabria, na Espanha.

Os cientistas perceberam que as lagartas têm a capacidade de degradar o plástico depois de removê-las de uma colmeia (onde são normalmente encontradas comendo a cera das abelhas) e colocá-las em sacos de plástico. Em pouco tempo, os sacos estavam cheios de buracos, e as lagartas escaparam.

“Nosso estudo é o primeiro trabalho científico que revela uma espécie capaz de degradar o plástico pela despolimerização química de polietileno”, disse Federica Bertocchini, uma das pesquisadoras.

Essas criaturas podem estar digerindo o plastico da mesma maneira que digerem a cera de abelhas, sugerem os cientistas, usando enzimas especiais em seu intestino e quebrando as ligações químicas.

Solução ou problema?

Embora possa ser tentador criar milhares dessas criaturas e colocá-las para trabalhar em lixeiras em todo o mundo, os cientistas terão que ser mais estratégicos. A Galleria mellonellada representa uma enorme ameaça para as populações de abelhas, graças ao seu apetite incontrolável por sua cera.

Em vez disso, a chave será sintetizar uma substância baseada na biologia das lagartas que pode eliminar naturalmente os resíduos plásticos.

“Estamos planejando implementar esta descoberta de forma viável para acabar com os resíduos de plástico, trabalhando em uma solução para salvar nossos oceanos, rios e todo o ambiente das consequências inevitáveis ​​da acumulação de plástico”, diz Bertocchini.

“Entretanto, não deveríamos sentir que podemos deliberadamente jogar polietileno no nosso ambiente simplesmente por que sabemos agora que temos como degradá-lo”, acrescenta. Veja o vídeo abaixo:


Fonte: sciencealert.com / conhecimentocientifico.r7.com
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!