Ultimas

Pelagra - Manchas na Pele Semelhantes a Queimaduras

A doença conhecida como Pelagra é caracterizada pela deficiência do organismo em niacina e em triptofano, tipos de aminoácidos, ou vitamina B3, essenciais para os tecidos dos mamíferos. A doença nutricional, apesar de rara, pode ser bastante comum em idosos, pessoas desnutridas ou alcoólatras. A doença ocorre com maior frequência também em locais onde a alimentação é feita basicamente, ou exclusivamente, com o milho. O cereal tem baixíssimo teor de triptofano e de niacina, o que aumenta a carência do organismo em vitaminas do complexo B e em proteínas, o que causa a Pelagra.

A niacina é uma substância importante para o metabolismo celular, pois contribui para respiração das células e a perfeita formação dos tecidos. A substância também participa de forma ativa na formação dos hormônios, no metabolismo de carboidratos, aminoácidos e lipídios, na transformação de ácidos láticos em ácidos pirúvicos e nas reações que alimentam as células do corpo com energia. O mal funcionamento das células é o que causa a Pelagra, que também pode atingir e desregular as funções cerebrais. Além da pele, das mucosas e do cérebro, a Pelagra também pode afetar as funções intestinais do organismo.

Sintomas

Os primeiros sintomas da Pelagra são o aparecimento de manchas na pele que se parecem cm queimaduras. A doença causa ainda a descamação da pele, náuseas, mal estar, enjoo, vômitos, inapetência e diarreia. Em casos mais graves o paciente pode sentir ainda sinais de demência, inflamação e irritação na língua e na garganta, problemas vaginais, cansaço, falta de sono, palidez, falta de memória e até depressão.

Diagnóstico

O melhor método para se diagnosticar a Pelagra é através de exames clínico e laboratoriais de análise da urina e do sangue do paciente. Através desses exames o médico consegue identificar e medir as taxas de niacina presentes no organismo do paciente.

A análise do histórico familiar e dos hábito alimentares do paciente também podem ser fatores determinantes para o diagnóstico seguro da doença.

Prevenção

A melhor maneira de se prevenir da doença é a ingestão de alimentos ricos em Vitamina B3. Carnes vermelhas magras, vísceras, aves, peixes, amendoim, leguminosas e levedo de cerveja são os alimentos que previnem contra a Pelagra. O leite e os ovos não possuem a niacina, mas por outro lado são ricos na outra substância que alimenta as células e ajuda na produção dos tecidos do organismo, o triptofano.

Hábitos saudáveis e evitar o consumo excessivo do álcool e do tabaco também ajudam na prevenção da doença.

Tratamento

Para tratar e curar a Pelagra o paciente deve tomar suplementos nutricionais ricos em niacina. Niacinamida e ácido nicotínico, sempre associados com vitaminas do complexo B, ajudam no tratamento. O ácido pantotênico também ajuda na reposição das substâncias, além do consumo de alimento ricos em triptofano e na niacina. É importante ressaltar que durante o tratamento o paciente não deve ingerir bebidas com teor alcoólico.

Assista este vídeo-audio para maiores informações sobre a Pelagra:

Fonte: saudicas.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!