Ultimas

12 Problemas Causados Pelo Estresse Que Afetam Sua Saúde

O dia a dia corrido, a falta de tempo para tudo, as cobranças no trabalho e em casa, tudo é motivo para fortalecer a presença do estresse nas nossas vidas. Logo percebemos que estamos irritados, tensos e que a única vontade é de ficar sozinho, em casa e em silêncio. Mas a dica é: não deixem o estresse tomar conta da vida de vocês, não façam dele seu companheiro, ele pode causar diversos problemas de saúde.

Por isso, separei os principais problemas que o estresse pode nos causar! A ideia é a gente começar a ler os sinais de socorro que o corpo envia e abrir nossos olhos para os seus perigos!

Mas, afinal, o que é o estresse? Existem dois tipos de estresse: o agudo, que é o momentâneo, uma resposta física natural e que deve surgir apenas em momentos de pressão ou ameaça. Ele, de certa forma, é o estresse bom, pois nos ajuda a realizar trabalhos no prazo e nos dá forças para fugir de uma situação de risco. E tem o estresse crônico, o estresse ruim. Ele é o que causa uma tensão constante, quando a gente não consegue mais se desligar dessa frequência e vive irritado, até mesmo por questões corriqueiras, prejudicando corpo e mente.

O que o estresse pode causar

1- Tensão muscular e fibromialgia

O estresse intensifica a tensão muscular, principalmente sobre os ombros, o pescoço e a região lombar, causando, muitas vezes, a contratura muscular, quando o músculo demora para voltar ao estado normal de relaxamento. O estresse também está associado a fibromialgia, uma síndrome que faz com que o indivíduo seja mais sensível às dores.

2 – Bruxismo
Segundo especialistas, o distúrbio de ranger os dentes é associado ao estresse em 100% dos casos. O problema é progressivo e pode desgastar e até mesmo amolecer os dentes. A força da ação pode ainda ocasionar dor nas mandíbulas e de cabeça.

3 – Herpes

A crise herpética continuada é reflexo de estresse crônico. Normalmente a pessoa que já tem o vírus incubado e está com a imunidade baixa. A herpes divide-se em 8 tipos, as mais comuns de aparecer com o estresse são a oral, a genital e a de zoster.

4 – Queda de cabelo

Existem 3 tipos de perda de cabelo relacionada ao estresse: eflúvio telógeno, quando os folículos capilares repousam, causando queda num volume um pouco maior que o normal; Alopecia areata, quando afeta o sistema imunológico, fazendo com que o cabelo caia em mexas maiores; e Tricotilomania, quando a própria pessoa arranca os fios.

5 – Imunidade baixa

Segundo especialistas, apenas 10 minutos de estresse agudo são capazes de deixar uma pessoa vulnerável por até 6 horas. O estresse diminui as defesas do organismo. No caso do crônico, as agressões ao sistema imunológico se acentuam.

6 – Problemas de memória

Após uma situação de estresse, o hipocampo, região do cérebro envolvida na formação e recuperação de memórias, é tomado por células do sistema imunológico em um trabalho inflamatório. O processo ainda afeta ainda a neurogênese, isto é, o desenvolvimento de novos neurônios no cérebro.

7 – Aumento de peso

Uma das causas principais do excesso de peso é a ansiedade, que gera distúrbios alimentares. O estresse ainda ocasiona aumento da grelina, hormônio gástrico responsável pelo aumento do apetite. Além do aumento de peso, a pessoa pode sofrer com dores de estômago e disfunções intestinais.

8 – Hipertensão

O estresse libera hormônios de adrenalina, noradrenalina e cortisol, no córtex e na medula, estimulando o sistema nervoso central. A tensão arterial sobe, a respiração acelera, o coração bate mais depressa e os músculos ficam mais tensos. No caso de uma reação crônica pode afetar negativamente a evolução de hipertensão e arteriosclerose.

9 – Depressão

Se não tratado, o desânimo, proveniente da nossa insatisfação pelo nosso rendimento, sai da órbita do estresse e pode tornar-se uma depressão. A irritação do estresse passa para a sensação de “tanto faz” e você só sente vontade de sumir.

10 – Disfunção sexual

O estresse tem o dom de baixar a libido e o rendimento sexual pode ser afetado. Preocupações também bloqueiam o relaxamento necessário na hora h.

11 – Alterações na tireoide

Os hormônios da tireoide são controlados no Hipotálamo, mesma região cerebral que é atingida com o estresse. O curioso é que o estado emocional pode levar a alterações na tireoide e, ao mesmo tempo, alterações na tireoide podem mexer com o estado emocional, tornando-se um círculo vicioso.

12 – Colesterol

O estresse pode provocar aumento do colesterol total pelo aumento de LDL e diminuição de HDL, favorecendo as doenças cardiovasculares, principalmente associado a outros fatores como cigarro, sedentarismo e má alimentação.

Viram quantos problemas o estresse pode desencadear? Para superar o estresse, devemos melhorar a nossa qualidade de vida e, para isso, devemos organizar nossas vidas de modo que nos favoreça! Passem a dedicar um tempo para fazer as refeições com calma e exercícios físicos.

O melhor a fazer é aprender a controlar o estresse. Verifiquem se conseguem lidar bem com ele. Façam um teste: vejam se conseguem deixar a raiva de lado rapidamente, se conseguem perceber que estão sendo inconvenientes e se quando chegam em casa conseguem se desligar dos problemas do serviço e relaxar. Tente trabalhar esses pontos sozinhos. Caso contrário, a saída é procurar a ajuda de um médico.

Existem opções com homeopatia e terapias para lidar com o estresse e hoje esses tratamentos são muito procurados. Tudo isso para evitar problemas maiores!

Veja no vídeo a seguir um documentário que mostra como o estresse deixa o organismo vulnerável a doença:


Fonte: blogdamimis.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!