Ultimas

Emagrecer Sim, Mas Com Saúde!

Você já tentou de tudo: fazer academia à noite, na hora do almoço, segurar a dieta… Nada parece funcionar. Talvez a solução para emagrecer seja mais simples do que a gente imagina: malhar em jejum. Será? Eu não aguentaria, pois tenho que comer alguma coisa assim que eu acordo. Eu já sofro quando tenho exames de sangue marcados e tenho que chegar no laboratório com 8 ou 12 horas de jejum. Imagine fazer exercícios !

Mas parece que encarar a esteira logo cedo faz toda a diferença para quem assumiu o desafio de perder aqueles quilinhos extras. De acordo com médicos da Universidade Católica de Leuven, na Bélgica, o exercício antes do café da manhã queima mais gordura e glicose (o açúcar no sangue) e, por isso, é mais eficaz na redução da resistência à insulina, substância que facilita o ganho de peso. Mas vamos analisar isso mais profundamente.

A pesquisa, que durou seis semanas, foi realizada em três grupos diferentes: os sedentários, os que malhavam em jejum e os que só podiam se exercitar depois de tomarem um café da manhã reforçado, rico em carboidratos. A rotina para os grupos que praticavam exercícios era a mesma: correr ou pedalar quatro vezes por semana. Ao fim da experiência, o grupo dos sedentários ganhou, em média, três quilos e se tornaram resistentes à insulina. Já os que malhavam após se alimentarem ganharam, aproximadamente, 1,5 quilos. Apenas o grupo que malhou em jejum não engordou.

Mesmo sem uma explicação comprovada, um dos motivos deste resultado é que malhar de barriga vazia estimula o metabolismo a queimar mais gordura. Outra teoria é a de que o aumento de uma proteína muscular – que acontece somente quando gastamos muita energia em jejum – acelera a eliminação da glicose do organismo.
Todo esforço vale a pena – desde que seja com cuidado, claro. O malhar em jejum já virou moda entre algumas celebridades e até entre os fanáticos de academia por um tempo, mas o mito do emagrecimento dobrado, rendeu-se ao bom senso dos conselhos de preparadores conhecidos como Marcio Atala, consultor do “Medida Certa” da Rede Globo. Ele admite que a perda de peso, durante os exercícios em jejum, pode ser maior, mas o “truque” acaba custando caro, a longo prazo, uma vez que junto com as calorias, perde-se massa muscular junto.

“Você pensa que vai emagrecer, mas na verdade para obter a gordura como fonte de energia, seu corpo depende do carboidrato. E em jejum você não tem este carboidrato. Então acaba degradando a massa muscular. Você até vai perder gordura, mas também vai perder massa muscular, e essa troca é ruim. Eu não recomendo”, alertou o profissional em suas entrevistas para avaliar a prática de AEJ- Aeróbica Em Jejum, que rostos e corpos famosos já utilizaram para perda de peso rápido, como a atriz Fernanda Souza. Ela até admitiu ter feito, mas garante que foi por um curto período de tempo.

A prática constante, segundo os especialistas, só é suportada por atletas de alta performance. É preciso ter cuidado com essa forma de praticar exercícios, principalmente em aparelhos de musculação, já que o jejum pode provocar tontura, fraqueza e até mesmo enjoo. Claro, qualquer forma de exercício é positiva, de barriga cheia ou vazia, principalmente para quem se preocupa especialmente com qualidade de vida e bem-estar. Mas comece aos poucos, com uma caminhada leve, em ritmo moderado. E de preferência, com um personal trainer para orientá-la no exercício e um nutricionista para indicar a melhor dieta antes e depois do esforço.

Então, vamos combinar, se você acordar com todo o gás e quiser pular na esteira para uma caminhada, antes de se alimentar, faça um exercício rápido em casa e logo depois parta para um café da manhã saudável. Boa forma a gente alcança sem correr riscos desnecessários. Fica a dica.
Fonte: http://fabianascaranzi.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!