Ultimas

O apêndice tem o seu valor e você não sabia!

Discreto, calado, pequeno, quase que imperceptível. Isto é, até colocar suas garrinhas de fora, dar sinais de que quer explodir e mostrar para o seu dono o motivo da sua existência. Não, não é de vulcão que estamos falando, mas sim do apêndice: uma pequena bolsa na parte externa do intestino grosso. Muitas pessoas acreditam que o apêndice só serve para dar trabalho e dor à uma pessoa que desenvolve – do nada – uma apendicite, inflamação na estrutura. Mas um estudo recente nos prova que não: o apêndice possui um tecido linfático integrado ao sistema imunológico que trabalha na produção de anticorpos!

Muitas literaturas ainda consideram o apêndice como um órgão vestigial, ou seja, uma estrutura atrofiada que não possui mais função para o organismo. Para tentar desvendar esse mistério, estudiosos mapearam a história evolutiva de outras 361 espécies de mamíferos e concluíram que o apêndice evoluiu no mínimo 32 vezes ao longo dos milhões de anos que passaram. Durante todas as evoluções, ele foi “perdido” apenas cerca de 7 vezes. Isto prova que o apêndice não evoluiu ao acaso e que possui um valor significativo para que não tenha se perdido no curso do processo evolutivo. 

Pesquisadores dos Estados Unidos descobriram que as espécies que mantiveram o apêndice, ou o recuperaram ao longo dos anos, tinham maiores concentrações de tecido linfático no ceco, primeira parte do intestino grosso. O tecido linfático é conhecido por estimular o crescimento de alguns tipos benéficos de bactérias intestinais, desempenhando assim um importante papel no sistema imunológico. “Nesse caso, poderíamos dizer que a função biológica do apêndice é a produção de anticorpos, Jubilut?”
(Ceco e apêndice são diferentes porções do intestino grosso que estão relacionadas ao sistema imunológico)

Pesquisas sobre a real função do apêndice estão apenas no início, já que questionamentos como “Se o apêndice possui uma função tão importante no sistema imunológico, por que as pessoas que têm o apêndice removido, conseguem levar uma vida normal?”, ainda são difíceis de serem explicados. Uma das hipóteses é que outras células do corpo se organizem para suprir o sistema imunológico, quando o apêndice é removido, para que o indivíduo não tenha maiores prejuízos.

Apesar desta hipótese não ter sido comprovada, os estudos recentes trazem uma nova perspectiva para a existência do apêndice em nosso corpo, apoiada pela evolução. Como diria uma frase popular: “Não mexe com quem tá quieto!”. Vamos deixar o bullying de lado, aceitar a sua importância e reconhecer o seu valor. Pelo menos até que ele nos prejudique ou que a ciência prove o contrário.

Veja no vídeo a seguir a importância do apêndice para o organismo e suas funções para o sistema imunológico:

Fontes: sciencedirect.com / biologiatotal.com.br 
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!