Ultimas

Conheça Uma Nova Peste Que Está Se Alastrando nos EUA

Os noticiários dos Estados Unidos anunciaram recentemente uma notícia que deixou o país em alerta. 

Os condados Navajo e Coconino, do estado do Arizona, emitiram avisos de que pulgas da área apresentaram resultados positivos para a presença de uma peste na região.

A peste, que pode desenvolver marcas pelo corpo, febre e dor muscular, na verdade não é nada nova.

As pulgas coletadas e analisadas em ambos os condados tiveram resultados positivos para a bactéria Yersinia pestis, que causa três formas de praga nos seres humanos, incluindo a peste bubônica.

A peste ficou historicamente famosa durante o fim da Idade Média, com o nome Peste Negra, quando um terço da população de toda a Europa foi dizimada, em 1347.

Até agora, no entanto, nenhuma morte ou diagnóstico da doença foi relatado na região. Apesar disso, a doença altamente infecciosa já está causando preocupação suficiente em oficiais de saúde. Por conta disso, anúncios públicos sobre o risco das pulgas foram divulgados, pedindo que os moradores locais fiquem longes de animais que podem carregar a infecção.

“O Departamento de Saúde do Condado Navajo está pedindo que o público tome precauções para reduzir o risco de exposição a essa grave doença”, escreveram no Facebook. “A doença pode ser transmitida para humanos e outros animais a partir da mordida de uma pulga infectada ou por meio do contato direto com um animal contaminado.”

O condado também emitiu avisos para ensinar como evitar o contato com a doença e o que fazer em casos de suspeitas de contaminação. Eles pedem que qualquer incidente de morte repentina de ratos, coelhos ou outros tipos de roedores podem indicar a presença da peste.

Oficiais de saúde também declararam que é preciso buscar um médico imediatamente caso alguém seja vítima da peste. Sintomas da doença geralmente aparecem de dois a seis dias. Os sintomas incluem febre, calafrios, dores de cabeça, fraqueza, dores musculares e manchas negras (chamadas bubões) nas áreas da virilha ou axila.

Os alertas também lembram que a doença pode se espalhar pela corrente sanguínea e contamiar os pulmões, caso não seja tratada.

Por sorte (e avanço da medicina), a peste não é mais uma garantia de morte, como nos tempos medievais. Um tratamento com antibióticos pode eliminar a doença, caso ela seja diagnosticada nos estágios iniciais.
Apesar da aparição no Arizona, a peste bubônica é rara nos Estados Unidos, mas teve 96 casos registrados entre 2000 e 2015. Desses, apenas 12 morreram vítimas da doença. Assim, qualquer pessoa que seja cuidadosa e busque os tratamento adequados aos sinais dos primeiros sintomas deve estar OK, mesmo fora das áreas em que ela foi percebida.

Além dos cuidados citados, moradores locais e visitantes devem apostar em repelentes de insetos e evitar contatos com roedores para não se expor aos riscos da doença.

Mesmo séculos depois de uma das maiores pestes da história, ela continua a aparecer, mas não assusta mais como antes. Ainda assim, é importante estar sempre alerta.

Fontes: fortune.com / iflscience.com / fatosdesconhecidos.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!