Ultimas

7 Mistérios Sobre a Raça Humana Que a Ciência Não Sabe Explicar

Depois de algumas centenas de milhares de anos, você poderia achar que a ciência já compreende as principais características que definem a vida de um ser humano. Como o nosso corpo funciona, como compreendemos nossos estímulos e onde tudo se encaixa no ambiente, certo? 

Na verdade, não. É fato que já compreendemos muito mais do que nossos antepassados e cada vez o volume de conhecimento cresce de forma mais acelerada, mas alguns comportamentos básicos ainda estão no grupo dos fatos misteriosos para a ciência. Por mais que pareçam questões e temas simples, ainda são pontos que quebram a cabeça de muita gente por aí.

Vamos conhecer alguns desses mistérios.

1 - Por que sentimos dor?

A dor é uma experiência universal e uma das primeiras de nossa vida, logo ao nascimento. Mas o que é realmente a dor e como ela funciona ainda é um verdadeiro mistério. Desde os pesquisadores que estudam a dor aos que desenvolvem remédios para tratá-las, ninguém realmente concorda com uma definição capaz de descrever a dor. De acordo com Tor Wager, professor de psicologia e neurociência da Universidade de Colorado "atualmente não existe uma maneira clínica aceitável de medir a dor e outras emoções relacionadas além de perguntar para uma pessoa como ela se sente."

2 - De onde vem a personalidade?

A maioria dos cientistas concorda que a personalidade tem desenvolvimento no cérebro, mas isso não significa que sua origem é mesmo compreendida. Seria ela decidia pelo ambiente em que uma pessoa vive ou existe algum tipo de predisposição genética? Nenhum pesquisador conseguiu decifrar o mistério a partir de análises do cérebro ou do código genético, o que sugere uma forte vantagem para o grupo que defende a determinação do ambiente nesse processo. Porém, outras dúvidas são geradas a partir daí, já que pessoas que vivem em circunstâncias idênticas podem desenvolver personalidades diferentes.

3 - Por que rimos?

Alguns especialistas teorizam que o riso é sinal de que uma possível ameaça não apresenta perigo, enquanto outros apontam que uma reação a algo que não saiu como esperado. Os dois grupos estão corretos de alguma forma, já que ninguém sabe ao certo porque rimos. Dentre todas as suspeitas, nós já conseguimos descobrir que o riso afeta todas as áreas do cérebro mais do que qualquer outra resposta emocional, incluindo as áreas motoras. Apesar das dúvidas, a ciência já conseguiu apontar de onde a risada (provavelmente) surgiu: das reações ofegantes que os primatas apresentam durante as cócegas.

4 - Por que dormimos e sonhamos?

Nenhum cientista tem dúvida de que o sono é essencial e fundamental para os humanos, mas ninguém ainda sabe explicar o motivo. Por mais que exista a sensação de renovação de energia após o sono, a verdade é que o corpo pode gastar muito mais calorias do que quando estamos acordado para realizar suas funções. Além disso, os sonhos também são um mistério não esclarecido. Uma das hipóteses mais famosas na área sugere que o sono ajuda a consolidar memórias e dar uma espécie de reset nas células do cérebro.

5 - Como surgem os canhotos?

Cerca de 10% da população mundial é canhota, o que só é percebido nos humanos, já que outras criaturas do reino animal costumam equilibrar os números na metade, se é que demonstram algum tipo de preferência ou dominância pelo lado direito ou esquerdo. Ainda que seja um mistério, os cientistas já sabem que ser canhoto é definido pela genética, o que significa que a característica deve ter oferecido algum tipo de vantagem evolutiva, mas não se sabe qual pode ter sido. Alguns podem defender que a baixa porcentagem indica um traço que está desaparecendo com a evolução da humanidade, mas a verdade é que estudos de povos pré-históricos mostra que a quantidade de canhotos ao longo dos tempos permanece a mesma por toda a história da humanidade.

6 - Como mantemos as memórias?

Se você tentar se lembrar de qualquer coisa, seja o que fez ontem, algum episódio de sua infância ou um história que leu, é bem provável que consiga buscar informações na memória. Mesmo que elas estejam guardadas no cérebro, nenhum especialista sabe dizer onde realmente elas ficam. Alguns neurocientistas acreditam que as informações das memórias estão realmente nessa área do corpo, mesmo que não tenham uma explicação para isso. Diferente dos depósitos de memórias do filme Divertida Mente, na vida real existe uma suposição que sugere que as memórias são reflexos de uma porção de combinações e estímulos nas células cerebrais, mas não existe explicação para a origem dos estímulos.

7 - O que é a consciência?

Graças à existência da consciência, os seres humanos são capazes de criar relações e interações únicas, com ações, sentimentos, pensamentos e traços diversos que provocam diferenciais claros entre cada indivíduo e para a nossa espécie, em geral. Mesmo que a distinção seja clara, não existe uma explicação sobre os processos que criam os estímulos e pensamentos que geram essa diferença de compreensão para humanos. Alguns teóricos sugerem que o cérebro carrega uma área destinada a manter e organizar tudo isso, mas outras suspeitas defendem que a consciência nada mais é que uma palavra para nomear uma série de procedimentos simultâneos que geram nossa percepção.

Mesmo que a ciência já seja capaz de explicar muita coisa, ainda tempos um longo caminho pela frente até que seja possível compreender o ser humano.
Fontes: whatculture.com / cracked.com / fatosdesconhecidos.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!