Ultimas

Rinite Alérgica - Reação Imunológica do Corpo

O nariz é a porta de entrada para o ar e substâncias carregadas por ele, e tem a função de filtrar as impurezas, além de umidificar e aquecer o ar que vai chegar aos pulmões.

A rinite alérgica é uma reação imunológica do corpo a partículas inaladas que são consideradas estranhas (alérgenos). O indivíduo alérgico tem uma reação exagerada a esses alérgenos: seu sistema imunológico reage de forma intensa na tentativa de defesa do organismo. Essa característica normalmente é transmitida geneticamente.

Poeira, pólen e alguns alimentos são substâncias que podem causar alergia. Aqui no Brasil a poeira domiciliar é o fator de risco mais importante. Ela é constituída por descamação da pele humana e de animais, por restos de pelos de cães e gatos, restos de barata e outros insetos, fungos, bactérias e por ácaros, organismos microscópicos da família dos aracnídeos.

Além disso, a rinite também pode ser causada por vírus e é muito comum no outono, inverno e início da primavera. Ela chega muitas vezes associada ao resfriado. Quando de origem viral ou bacteriana, é contagiosa. Nesses casos, é transmitida por espirros, tosse (transmissão por gotículas) ou mesmo durante um aperto de mão.

Na crise de rinite, a pessoa apresenta obstrução nasal, coriza, espirros e coceira no nariz. Esses sintomas ocorrem porque há um processo infeccioso nas vias respiratórias superiores, principalmente na mucosa nasal.

Como Tratar a Rinite?

  • Higiene Ambiental. A forma mais simples de tratar alergia é evitar o contato com a substância que desencadeia os sintomas. Então, supondo que a causa da rinite sejam os ácaros por exemplo, é importante manter a casa ventilada, tapetes e cortinas sempre limpos, e assim por diante.
  • Um dos tratamentos mais comuns para a rinite são os anti-histamínicos, que melhoram os sintomas. Os vasoconstritores locais (à base de xilometazolina) também tratam eficazmente os sintomas da rinite. São utilizados sob a forma de sprays quando o nariz está entupido.
  • Descongestionantes nasais e corticosteroides: são medicamentos usados para tratar uma crise rinite alérgica. Medicamentos à base de corticosteroides aplicados no nariz são prescritos para tratamento a longo prazo, e tem o objetivo de melhorar a respiração nasal e evitar ou amenizar as crises.
  • Ácido acetilsalicílico (aspirina) retarda o desenvolvimento da rinite e age também como anti-inflamatório, analgésico e antipirético.
  • Soluções salinas (soro fisiológico) são utilizadas para lavagem nasal. Diferentes soluções salinas estão disponíveis na farmácia.
  • Pomada nasal: para hidratar a mucosa nasal que geralmente fica muita seca depois de uma rinite.
  • Imunoterapia: Chamada também de vacina, a imunoterapia é um tratamento que visa dessensibilizar o paciente aos alérgenos. Consiste na injeção de pequenas doses do alérgeno para acostumar o organismo, diminuindo a resposta à sua exposição. A imunoterapia atualmente só existe para os alérgenos mais comuns, como pólen, ácaros, pelo de animais, etc. O tratamento dura alguns anos e não deve ser interrompido sob o risco da perda de eficácia.

Tratamentos Naturais

Além dos tratamentos tradicionais, existem também os tratamentos naturais que ajudam na prevenção e também para amenizar os sintomas.
  • Inalação: As melhores plantas para melhorar a rinite são o eucalipto e o tomilho. Basta ferver uma xícara de água e acrescentar uma gota do óleo essencial de eucalipto e tomilho. Respirar o vapor profundamente. Se preciso for, repita o processo.
  • Cúrcuma: A cúrcuma é antioxidante, anticancerígena e anti-inflamatória. Favorece o bloqueio da imunoglobulina e previne ou diminui os sintomas de alergias em geral.
  • Chá Verde: O chá verde tem numerosas propriedades para a saúde e baixo teor de teína, por isso pode ser consumido habitualmente. Em casos de rinite alérgica, o chá verde contém um composto que impede a produção de histamina, diminuindo e aliviando a reação e os sintomas da alergia.
  • Chá de Alcaçuz: O chá de alcaçuz é outro bom remédio caseiro para a rinite, pois além de descongestionante é também anti-inflamatório. Para preparar esse chá, adicione meia colher (chá) de raiz de alcaçuz triturada em uma xícara de água ao fogo e ferva por 5 minutos. Coe e tome 3 vezes ao dia, após as refeições principais.
  • Infusão de Gengibre, Limão e Mel: Tanto o gengibre como o limão  ajudam muito a melhorar o estado das vias respiratórias. Ferva durante 5 minutos um pedaço de raiz de gengibre picado. Deixe repousar outros 5 minutos, acrescente o sumo de ½ limão e 1 colher de mel antes de consumir.
  • Solução Salina: a lavagem das narinas com soro fisiológico ou outras soluções salinas é eficiente para eliminar os alérgenos aderidos na mucosa nasal naqueles casos mais leves. A lavagem pode ser feita várias vezes ao dia e pode ser usada para limpar a cavidade antes da aplicações de outros medicamentos.

Alguns Métodos para Aliviar os Sintomas

  • Beba bastante líquido, água, suco verde, água de coco e principalmente chás quentinhos. Esse vapor do chá ajuda a hidratar as vias respiratórias, melhorando os sintomas.
  • Mantenha a casa arejada e evite usar tapetes e cortinas.
  • Dê uma atenção especial ao seu sono: dormir bem é fundamental para sua imunidade.
  • Umedeça a mucosa nasal com soro fisiológico.
  • Evite usar roupas guardadas por muito tempo, pois podem conter fungos, um fator alergênico muito comum.
  • Faça inalações de vapores quentes com óleos essenciais ou sal.

Como prevenir a rinite?

  • Em primeiro lugar, sempre pense em formas de melhorar sua imunidade. Incluir alimentos anti-inflamatórios e minerais como zinco e selênio, além da vitamina C sempre ajuda bastante.
  • Manter as mãos sempre limpas e evitar colocar as mãos na boca ou no nariz. Os germes ficam nas mãos. É altamente recomendável assoar o nariz ou tossir sempre em um papel ou lenço. Essa é uma boa maneira de evitar que os germes fiquem muito presentes no ambiente.
  • Beba muito líquido. A água limpa seu corpo! Os chás quentes ajudam a eliminar bactérias e outros vírus, além de hidratar o organismo. Podemos considerar que a água ou chá “dilui” os germes, e isso permite uma eliminação mais rápida. Veja aqui uma ótima receita de chá para melhorar a imunidade.
  • Respire ar fresco. Isto pode parecer paradoxal, mas o ar fresco pode melhorar a resistência ao frio. Especialmente nos meses de inverno, o organismo é muito vulnerável ao frio.
  • Faça exercícios físicos regularmente, pois ajuda a desenvolver o sistema imunológico a ser mais resistente contra os invasores (vírus e bactérias).
  • Invista nos probióticos. Estudos têm mostrado que ingerir probióticos uma vez por dia, pode reduzir em 25% a probabilidade de um resfriado ou uma rinite. Essas bactérias estimulam o sistema imunológico.
  • Evite o cigarro. Ao fumar, paralisamos os cílios do nariz. Menos germes são retidos e, em seguida, o organismo se enfraquece. Especialistas acreditam que fumar um cigarro pode paralisar os cílios por 30 a 40 minutos.
  • Reduza o consumo de álcool. Grandes quantidades de álcool destroem o fígado que é um dos principais órgãos responsáveis pela eliminação dos germes. Além do que, o álcool provoca desidratação do organismo e seu uso é contrário à prevenção da gripe.
  • Pratique meditação e relaxamento. Estudos têm demonstrado que relaxar pode ativar o sistema imunológico. Na verdade, as interleucinas, moléculas importantes no sistema de defesa contra a gripe, rinite e resfriados, são encontradas em maior proporção no fluxo sanguíneo. Você, então, aumenta suas defesas.
  • Hidrate as vias aéreas. Manter as vias aéreas sempre hidratadas evita doenças respiratórias. Uma inalação com soro fisiológico ou óleos essenciais são uma ótima opção.
Fonte: belezaesaude.com
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!