Ultimas

Suplementação - Qualidade de Vida Para Pessoas Com Doenças Reumáticas

Doenças como artrite, artrose e osteoporose podem ter seus sintomas e efeitos colaterais dos tratamentos abrandados com a reposição da Vitamina D.

As doenças reumáticas, ao contrário do senso comum, não apresentam como sintomas apenas dores ósseas ou nas articulações, mas, também, em outros órgãos, como rins, olhos, pulmões e pele. Porém, a suplementação da Vitamina D tem ajudado bastantes pessoas que sofrem com essas enfermidades.

Doenças reumáticas autoimune como a artrite, artrose e osteoporose ocorrem quando o sistema imunológico do corpo ataca seus próprios tecidos, particularmente as articulações. Pelo fato da vitamina D ser conhecida por desempenhar um papel importante na regulação do sistema imunológico e ter sido especificamente associada à ocorrência de outras doenças do mesmo tipo, muitos pesquisadores há muito tempo suspeitavam que a sua deficiência poderia aumentar o risco de problemas nos ossos.

A confirmação desta associação veio em 2010, em um estudo publicado na revista Environmental Health Perspectives que analisou o efeito de fatores ambientais sobre o risco de artrite reumatoide. Pelo fato do corpo produzir vitamina D pela exposição à luz solar, as taxas de deficiência são significativamente mais elevadas em latitudes mais distante do Equador, particularmente entre as pessoas com pele mais escura ou que cobrem regularmente a sua pele com roupas ou protetor solar.

De acordo com a diretora da Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais (Anfarmag – Regional Minas Gerais) e farmacêutica, Janete Grippa, com o envelhecimento nossas células vão perdendo a capacidade de se regenerar e nosso sistema imunológico também pode não funcionar bem, reagindo de maneira inadequada e nos deixando mais susceptíveis a determinadas doenças. “Além disso, na faixa dos 40 anos, existe o aumento do sedentarismo, as articulações tendem a ser mais acometidas, pois o exercício físico é fundamental para lubrificar as articulações e manter todo o equilíbrio do organismo”.

Segundo a farmacêutica, a má alimentação também compromete a saúde dos ossos. “ A falta de prática esportiva e os maus hábitos alimentares, com quantidades insuficientes de cálcio, proteínas e outros nutrientes essenciais para saúde dos ossos, pode resultar em osteoporose. Também a falta de tempo para se expor ao sol diariamente, tem levado a maioria dos brasileiros a deficiência de vitamina D, fundamental para saúde dos ossos”, explica.

Muitos pacientes com artrite reumatoide possuem maior probabilidade de ter doenças cardiovasculares devido a inflamação crônica causada pela doença autoimune. Ao diminuir a inflamação e protegendo o coração, a suplementação de vitamina D estende significativamente a expectativa de vida de pacientes com artrite reumatoide.

Um estudo publicado no Archives of Internal Medicine em 2008, descobriu que as pessoas com deficiência grave de vitamina D tiveram duas vezes mais chances de morrerem que aqueles com níveis suficientes, particularmente de doenças cardiovasculares.

Pacientes com artrite reumatoide também são conhecidos por terem um risco maior de desenvolverem osteoporose, um problema que é ainda pior pelo fato de que muitos dos esteroides usados para tratar a artrite reumatoide também podem promover a perda óssea. Aumentando a absorção de cálcio no organismo, níveis mais elevados de vitamina D também podem proteger contra esse efeito.

Pelo fato de muitos remédios para osteoporose não funcionarem bem em indivíduos com deficiência de vitamina D, é especialmente essencial que as pessoas que fazem esses tipos de tratamentos monitorem seus níveis da substância. Janete Grippa ressalta, “a suplementação pode auxiliar muito pessoas que possuem defasagem de nutrientes, porém cada caso é um caso e o paciente deve perguntar ao médico se há necessidade da reposição. É importante também que a pessoa faça consultas regularmente a um especialista para acompanhamento do estado clínico”.
 Fonte: mulhercomsaude.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!