Ultimas

5 Tipos de TPM - Descubra Qual É o Seu Tipo!

Quantas mulheres não sofrem com a temida tensão pré-menstrual, a TPM? Todo mês a gente já se prepara, porque sabemos que passaremos por uma semana bem difícil… 

Seja porque ficaremos irritadiças, chorosas ou com muita vontade de comer chocolate.

O que é?

A tensão pré-menstrual, ou síndrome pré-menstrual, é o período que antecede a menstruação. Nesse tempo, que normalmente começa 7 dias antes da menstruação, podem aparecer alguns sintomas psicológicos e físicos que geralmente desaparecem no primeiro dia do fluxo menstrual. Em algumas mulheres, a TPM termina somente no final do período menstrual.

A principal causa da TPM é a alteração hormonal feminina durante o período menstrual, que interfere no sistema nervoso central. Os níveis de endorfina (substâncias naturais ligadas à sensação de prazer) e os neurotransmissores, tais como a serotonina, ficam alterados, já que o corpo da mulher passa por transformações durante o período fértil e depois passa por outra mudança quando o óvulo não é fecundado.

Tipos de TPM

Nem todas as mulheres sentem os mesmos sintomas. São tantas sensações que a medicina separou a tensão pré-menstrual em cinco tipos diferentes, que podem acontecer separadamente ou ao mesmo tempo nas mulheres. Conheça todos eles:
  • TPM A

O tipo A está relacionada com a ansiedade. Algumas mulheres têm uma queda do hormônio estrogênio, responsável por diminuir o estresse, e maior liberação de adrenalina e cortisol, dupla que contribui para o estresse. Os principais sintomas são:
  • Ansiedade
  • Tensão
  • Dificuldade para dormir
  • Irritabilidade
  • Alterações de humor
  • Desatenção
  • TPM C

O tipo C está relacionada principalmente à compulsão alimentar. O nome vem da inglês, craving, que quer dizer desejo. As mulheres que têm esta TPM normalmente têm desejo de comidas gordurosas e chocolate.

A explicação para este desejo “descontrolado” é que quando você come um alimento rico em açúcar ou gordura, algumas áreas no seu cérebro são ativadas, aumentando a sensação de prazer. Como durante a TPM os hormônios estão alterados, esse mecanismo pode gerar uma reação exagerada, causando uma sensação de prazer ainda maior. Os sintomas da C são:
  • Compulsão por doces ou salgados
  • Vontade de comer guloseimas ou comidas diferentes
  • Dores de cabeça
  • TPM D

A tensão pré-menstrual do tipo D está relacionada com os sintomas depressivos. Estes sintomas são causados geralmente pela redução de serotonina. Os principais sinais dessa TPM são:
  • Raiva sem razão
  • Pouca concentração
  • Lapsos de memória
  • Baixa autoestima
  • Sentimentos violentos
  • TPM H

A TPM tipo H tem esse nome porque está relacionada à palavra “hidratação”. A TPM H está relacionada principalmente com a retenção de líquidos e suas consequências.
  • Ganho de peso (por conta da retenção de líquido)
  • Inchaço abdominal
  • Sensibilidade e inchaço em mamas
  • Inchaço nas extremidades do corpo, como mãos e pés
  • TPM O

Existem outros sintomas que também podem estar relacionados à TPM. Esses sintomas foram agrupados e classificados como tipo O – referente a “outros” sintomas. Entre eles estão:
  • Alteração nos hábitos intestinais
  • Aumento da frequência urinar
  • Calores repentinos (fogachos) ou sudorese fria
  • Dores generalizadas, incluindo cólicas
  • Náuseas
  • Acne e pele oleosa
  • Reações alérgicas
  • Infecções do trato respiratório

Alimentos que ajudam a diminuir os sintomas

Cereais integrais (milho, cevada, aveia, centeio, trigo-sarraceno e arroz integral): são carboidratos complexos capazes de estabilizar a glicemia e eliminar a compulsão pré-menstrual por doces. Eles são excelentes fontes de proteínas, fibras, vitaminas B e E e sais minerais.

Leguminosas (lentilhas, feijões de todos os tipos, grão-de-bico, feijão azuki, ervilhas verdes): possuem alto teor de carboidratos complexos e proteínas que ajudam a regular a glicemia, estabilizando oscilações de humor, ansiedade. A soja é um alimento excelente para mulheres com TPM por ser fonte de estrogênio vegetal, ajuda a normalizar os níveis de estrogênio, reduzindo os sintomas.

Sementes e frutos oleaginosos (nozes, amendoim, amêndoas, pistache): são excelentes fontes de proteína. Devem ser consumidos crus e sem sal. Não consuma aqueles torrados e salgados, pois apenas piorarão os sintomas.

Hortaliças verdes (folhas verdes como couve e mostarda, hortaliças com raiz como cenoura e nabos, crucíferas como brócolis e couve de bruxelas): possuem alto teor de vitamina A, magnésio, cálcio e outros nutrientes que aliviam os sintomas da TPM.

Hortaliças vermelhas, alaranjadas e amarelas (cenoura, pimentão, batata doce, abóbora): possuem alto teor de carboidratos complexos e fibras que ajudam a reduzir a hipoglicemia ligada à TPM e as oscilações de humor. O alto teor de vitamina A ajuda a regular o sangramento menstrual intenso e a acne pré-menstrual.

Como acabar com a TPM?

Esta não é uma tarefa simples, afinal, a mudança hormonal é algo natural que vai acontecer todo mês que você menstruar.

Se sua TPM é algo que a incomoda, e que você acha que deve ser controlada por ser algo que foge ao normal, o ideal é conversar com sua ginecologista, pois juntas vocês podem encontrar um anticoncepcional que funcione.

Mas se você não quer ter que tomar remédios, regular sua alimentação e praticar esportes são atitudes que com certeza irão fazer com que sua tensão diminua neste período.

Além disso, eu falei sobre o pompoarismo no vídeo. Ele é o responsável por eu não ter TPM, pois os exercícios da ginástica íntima estimulam a área do baixo ventre com maior irrigação de sangue no local, o que proporciona diversos benefícios, como a redução do período e do fluxo menstrual e a diminuição das cólicas.
Fonte: mulheresbemresolvidas.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!