Ultimas

Descoberto Um Possível Elo Entre Primatas e Humanos Atuais

Uma pesquisa publicada na famosa Revista Nature revelou uma nova espécie que pode ser o elo entre macacos e humanos atuais. 

Ainda que não seja possível afirmar uma evolução a partir desta “nova” espécie, descobertas como estas preenchem lacunas vazias na história da evolução e nos ajudam a entender como nossos antepassados viveram. 

Um estudo realizado com base em análises de um fóssil encontrado no Quênia, em 2014, pode nos dizer muitas coisas sobre nossos antepassados! Chamado de Nyanzapithecus alesi – “alesi” significa “antepassado” na língua local de Turkana, bacia em que o fóssil do crânio foi descoberto –, o crânio pertenceu a um macaco bebê que viveu há cerca de 13 milhões de anos. De acordo com uma nova pesquisa publicada na renomada revista Nature ontem, 09/08, o crânio, em vários aspectos, pode ligar a nova espécie aos macacos e humanos atuais.


Nyanzapithecus alesi provavelmente fazia parte de um grupo de primatas que viveu na África por mais de 10 milhões de anos. Possuía um corpo pequeno, uma massa corporal média e uma caixa craniana relativamente grande. Analisando as datas evolutivas que temos atualmente, este grupo poderia estar perto da origem dos macacos e humanos atuais, e apontar que nossos antepassados tiveram origem na África e não na Eurásia, como outros estudos já sugeriram.

Pelo fóssil bem preservado, os cientistas estimaram que o macaco dono do crânio morreu com 16 meses de idade. O crânio tem um pequeno focinho, que o torna parecido com um gibão bebê, um primata atual. Apesar das semelhanças dos crânios, o Nyanzapithecus alesi não deveria ter os mesmos hábitos e aparência do gibão. Raios-x realizados no crânio descoberto, revelaram que a espécie possuía um pequeno órgão de equilíbrio, o que faria com que sua locomoção fosse cautelosa – ao contrário dos gibões que se locomovem balançando em árvores –  e mais próxima dos chimpanzés e gorilas atuais.


(Fóssil do crânio encontrado no Quênia)

Ainda não é possível afirmar que os macacos e seres humanos atuais evoluíram desta espécie recém-descoberta, afinal, muitas outras espécies seriam necessárias para criar uma linhagem definida até hoje. De qualquer forma, descobertas como estas preenchem algumas lacunas vazias na história da evolução e nos ajudam a entender como nossos antepassados viviam.

Quer saber mais? Veja no vídeo abaixo uma animação do crânio em 3D, que nos mostra os ouvidos internos (verde) e os dentes permanentes (cinza) do Nyanzapithecus alesi:


Fonte:nature.com / biologiatotal.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!