Ultimas

Entenda Como Funciona Seu Relógio Biológico e Viva Melhor

Existe um relógio no seu pulso, um no céu e outro dentro de você. Eles estão fora de sincronia em 70% da população, e isso está nos deixando doentes. Saiba como acertar os seus ponteiros para viver melhor.

O relógio biológico é um mecanismo regido pela sequência das horas do dia, que está presente em todos os seres vivos, regulando todas as atividades do organismo. A região que controla os ritmos biológicos, que são de 24 horas, é o hipotálamo anterior, e são esses ritmos biológicos, chamados de ciclos circadianos, que regulam os horários de dormir, acordar, comer, dentre outras atividades como esvaziar a bexiga, o intestino, e também a produzir hormônios como o cortisol, a melatonina e o hormônio do crescimento.

Os genes envolvidos nesse processo já foram descritos, e ele explicam porque algumas pessoas preferem acordar e dormir cedo, funcionando melhor nas primeiras horas do dia, enquanto outras funcionam melhor à noite, e como consequência acabam se deitando e levantando mais tarde.

Cientistas afirmam que a luz é o principal ativador do relógio biológico e, dessa forma, o nosso corpo está preparado para a vigília durante o dia e o repouso à noite. Pessoas que ficam acordadas e expostas à luz durante a noite forçam seu organismo a alterarem o seu ciclo natural, regido pelos ciclos circadianos, e na maioria das vezes não conseguem modificar esses hábitos. Essas mudanças que afetam os ciclos biológicos provocam uma dessincronização entre o relógio interno e os indicadores temporais externos, sendo necessário um tempo para a pessoa conseguir se readaptar às condições ambientais.

Para gozar de uma boa saúde é fundamental que o nosso relógio biológico permaneça sincronizado. A hora do descanso, especialmente do sono e do repouso semanal, é importantíssima para manter as funções biológicas no ritmo certo. Uma rotina irregular pode, em longo prazo, desregular as funções biológicas e colocar o corpo sob situação de estresse, com efeitos muito desagradáveis.

Pesquisas médicas comprovaram que além do ritmo circadiano, que obedece às 24 horas do dia, o nosso corpo também obedece a um ciclo semanal, também chamado de ciclo septadiano. Dessa forma, pessoas que trabalham sete dias por semana sem nenhum tipo de descanso pagam um alto preço.

Especialistas acreditam que esse ritmo biológico muda conforme a espécie, para que cada uma delas explore um horário diferente do dia. Um estudo recente feito na Universidade de Osaka, no Japão, comprovou que espécies animais com exatas 24 horas tendem a ter menos sucesso evolutivo, pois ao saírem todas juntas para caçar, formam os “horários de rush”, no qual a comida fica mais escassa.
Fonte: brasilescola.uol.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!