Ultimas

Nova Cirurgia Cardíaca Revolucionária Pode Salvar Muitas Vidas!


A vida dos pacientes que se consultam com o Dr. David Wood parece ser bem mais fácil em relação a outras pessoas que precisam passar por intervenções cirúrgicas. 

Acontece mais ou menos assim: eles vão ao hospital, fazem a cirurgia cardíaca, vão para casa algumas horas depois e voltam ao trabalho no dia seguinte.
 
Esta rápida recuperação é possível devido a uma técnica de cirurgia cardíaca minimamente invasiva que o Dr. Wood, um cardiologista de Vancouver, tem sido pioneiro no tratamento da doença da válvula cardíaca aórtica. O procedimento, conhecido como substituição da válvula aórtica de transcateter 3M, foi realizado com sucesso em 411 pacientes no Canadá e nos Estados Unidos.

É tão pouco invasiva que o Dr. Wood assegura que isso assustará as pessoas. Em uma entrevista com o jornal canadense The Canadian Globe and Mail, Wood disse que "você não tem um tubo respiratório, não tem um cateter na bexiga, você pode voltar ao trabalho no dia seguinte, você pode até dirigir no dia seguinte. Essas são coisas pessoas comuns não acreditam que seja possível em 2017."

Todos os pacientes do Dr. Wood ficaram acordados para este procedimento, que dura apenas 45 minutos, e todos conseguiram ficar de pé apenas algumas horas depois. Oitenta por cento dos pacientes vão para casa no dia seguinte.

O procedimento 3M junta-se a uma tendência crescente de técnicas minimamente invasivas tecnologicamente assistidas que estão mudando a maneira como os médicos realizam cirurgias que salvam vidas e que mudam sua vida. Os robôs agora estão realizando cirurgia cerebral rápida e cirurgia ocular minimamente invasiva, e hospitais estão fazendo uso da realidade virtual para treinar cirurgiões. No futuro, os implantes do cérebro podem ser uma ferramenta comum no tratamento da saúde mental e na direção da evolução da nossa espécie.

Medicina minimamente invasiva

A cirurgia de coração tradicionalmente requer anestesia geral, que coloca o paciente em um coma induzido e exige que eles estejam conectados a um ventilador para que continuem a respirar. Os médicos então cortam o esterno e passam de 3 a 4 horas trabalhando no coração.
Em cirurgia para doença valvular cardíaca aórtica, uma válvula aórtica danificada - que bombeia sangue oxigenado para todo o corpo - é geralmente substituída por uma válvula mecânica ou tecido doado. Os pacientes que recebem essa forma tradicional de cirurgia geralmente necessitam de várias semanas de descanso.

Com a técnica do Dr. Wood, o cirurgião coloca um tubo da largura de um dedo mindinho na perna do paciente. Eles então movem um balão através do tubo para dentro da válvula cardíaca para expandi-la, seguido de instrumentos para instalar a nova válvula. Um dos participantes do estudo, Max Morton da Colúmbia Britânica, passou pelo procedimento aos 79 anos no Hospital Geral de Vancouver, uma década depois de ter feito uma cirurgia de coração tradicional.

Morton, em uma entrevista, declarou que "dentro de 24 horas eu pensei, bem, isso é bom. Foi uma experiência incrível estar acordado durante todo o processo." Ele relatou que cinco dias depois ele foi capaz de aproveitar um dia de pescaria com amigos.
Fonte: tudoporemail.com.br
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!