Ultimas

13 Coisas Que Você Precisa Saber Sobre a Paralisia do Sono

Vamos falar sobre o que realmente acontece quando você acorda e não pode se mover. Alerta de spoiler: é assustador pra caramba. 

1. É a sensação de como se você acordasse morto.







A maioria dos pacientes dizem a mesma coisa para descrever a paralisia do sono: que parece que você acordou morto. Você sabe que sua mente está acordada e seu corpo não — então você está preso, essencialmente.

2. E é muito mais complicado do que um pesadelo.








É completamente o oposto, na verdade. Quando você entra em sono REM profundo, seu cérebro diz aos músculos voluntários do corpo para relaxar e entrar em um estado de quase paralisia, que é chamado de atonia. A atonia, na verdade, ajuda a proteger o corpo contra lesões, o impedindo de agir conforme os movimentos físicos em seus sonhos. Em outras parassonias, como o sonambulismo ou o distúrbio comportamental do sono REM, a atonia não ocorre adequadamente e os músculos voluntários se movem enquanto a mente permanece adormecida, razão pela qual as pessoas podem, às vezes fazer coisas malucas durante o sono e estarem totalmente inconscientes disso. 

Na paralisia do sono, o corpo permanece paralisado em atonia REM enquanto o cérebro desperta e os olhos começam a abrir, explica Breus. As pessoas que sofrem desse mal ficam alertas em um estado consciente transitório, mas são incapazes de mover músculos voluntários ou falar. Embora movimentos musculares involuntários, como a respiração, não sejam afetados, muitas vezes há uma sensação de pressão no peito, que é o motivo pelo qual muitas pessoas acordam da paralisia do sono ofegantes com uma respiração profunda. Os episódios podem durar de vinte segundos até alguns minutos.

3. Isso acontece quando você está adormecendo ou acordando.







A paralisia do sono pode ocorrer durante uma das duas transições no ciclo do sono. O corpo deve entrar em sono REM, e deve sair dele, mas a paralisia do sono ocorre quando o corpo tem dificuldade para fazer essas transições. Se isso acontece quando você está adormecendo, é chamada de paralisia do sono hipnagógica, ao passo que, se acontece ao acordar, é chamada hipnopômpica, explica Breus. Infelizmente, por quê o corpo não pode fazer a transição suave ainda é desconhecido.

4. A paralisia do sono pode envolver alucinações.








Ao contrário dos recursos visuais em pesadelos ou sonhos lúcidos, que ocorrem quando os olhos estão fechados no sono REM, essas alucinações ocorrem no estado entre adormecer e acordar, quando a mente está alerta e os olhos estão abertos. Alucinações visuais e auditivas reais durante a paralisia do sono são relativamente raras, mas muitos pacientes relatam sentir uma presença inegavelmente estranha ou assustadora no quarto. 

Além disso, a paralisia do sono é simplesmente super assustadora por si só; por isso, muitas vezes desencadeia uma resposta de pânico com aumento da frequência cardíaca. As pessoas surtam porque não podem se mover, e é essa ansiedade extrema que leva as pessoas a ter muito medo de seu ambiente.

5. Você não pode simplesmente se acordar.







Alguns pacientes relatam que podem mexer seus dedos do pé, da mão ou músculos faciais, o que os ajuda a acordar o resto do corpo. Todo mundo tenta algo diferente, mas você não pode enganar a mãe natureza — não há nenhuma maneira de sair da situação. Você simplesmente tem que esperar passar.

6. A paralisia do sono é, na verdade, uma ocorrência natural e pode acontecer com qualquer um.







Toda vez que você vai dormir, há algum risco de acordar em paralisia do sono, diz Breus. Mas a gravidade e o grau de consciência variam muito — a maioria das pessoas têm pelo menos um episódio em algum momento da vida, mas nem sequer estão conscientes disso. Quando isso acontece, é altamente individual e raramente a mesma experiência para todos.

...Mas é mais comum entre jovens e pessoas com histórico de doença mental.







Um estudo da Penn State encontrou as maiores taxas de prevalência em estudantes e pacientes psiquiátricos.

7. Isso provavelmente está relacionado à privação do sono.







As pesquisas têm demonstrado consistentemente que quanto menos você dorme e quanto mais exausto está, mais provável é que você tenha a experiência da paralisia do sono e outros distúrbios do sono.

8. Portanto, evitar a paralisia do sono pode começar com uma atitude simples, como dormir melhor e por mais tempo.





A privação do sono pode ser medida em quantidade ou qualidade. Por exemplo, se você tem apneia do sono e acorda durante toda a noite porque parou de respirar, a quantidade do seu sono é ruim. Se você consumir grandes quantidades de álcool, isso o impede de entrar em fases de sono profundo, o que diminui a qualidade. 

Então, se a paralisia do sono é algo com o que você tem de lidar, certifique-se de que está dormindo o suficiente e que não está fazendo nada que comprometa a qualidade do seu sono (como beber muito ou comer logo antes de dormir). Também sugerimos observar quaisquer comportamentos anormais (que você ou seu parceiro possam perceber), como a respiração irregular durante o sono ou acordar com falta de ar, o que poderia, na verdade, ser um distúrbio do sono não diagnosticado.

9. Mas, na verdade, não há nenhuma causa definitiva.







Estresse, depressão, certos medicamentos prescritos e, mais recentemente, um gene herdado têm sido vinculados à paralisia do sono. Mas enquanto as pesquisas mostram associações, não há uma causa clara, o que é, obviamente, super frustrante para qualquer um que passe por isso. 

Nós sabemos que a paralisia do sono pode ocorrer tanto por conta própria quanto como um incidente isolado, ou pode ser um sintoma de outros distúrbios do sono, como narcolepsia. E não há nenhuma explicação de por que isso pode acontecer todo dia ou apenas de vez em quando.

10. Sério, as pessoas têm tentado explicar esse fenômeno estranho durante séculos.







Relatos de paralisia do sono podem ser encontradas em textos médicos persas que datam do século 10. A primeira observação clínica foi feita por um médico holandês, em 1664, que diagnosticou uma mulher de 50 anos com "Pesadelo". Acreditava-se ser causada por demônios ou possessão espiritual até o século 19, quando foi chamada de "paralisia do sono" em textos médicos.

11. E isso provavelmente explica o que está acontecendo nesta muito famosa pintura Renascentista.







A pintura do pintor suíço Henry Fuseli é dita como sendo inspirada por experiências de sonhos sobrenaturais e do crescente interesse na paralisia do sono entre os médicos da época. Este pequeno diabinho assustador também poderia representar a sensação de pressão no peito... ou pode-se argumentar que ele está apenas tentando ter relações com esta donzela dormindo.

Ei, garota.

Até mesmo o cavalo no fundo está tipo "Que coisa é essa?

12. As pessoas colocaram a culpa da paralisia do sono em tudo, desde bruxas e OVNIs até cães fantasmas gigantes. 







E há várias lendas folclóricas ao redor do mundo que tentam explicar sua existência em diferentes culturas.

13. No entanto, na verdade não há nenhuma evidência de que ela irá matá-lo.







As pesquisas mostraram que a paralisia do sono não é perigosa. "Ela não causa dano físico ao corpo e não há mortes clínicas conhecidas até o momento." Embora existam algumas explicações culturais aterrorizantes em todo o mundo, elas são construídas para dar sentido a uma condição muito misteriosa. 

A coisa mais importante é educar as pessoas a não ter medo. Muito provavelmente, elas só precisam de mais descanso. Se estiverem dormindo o suficiente e os episódios continuarem com alguma regularidade, então devem ir a um especialista em distúrbios do sono.

...Mas apenas tente dizer isso para alguém que tem paralisia do sono.







Quem já passou por isso pode lhe dizer que é aterrorizante pra caramba e parece quase paranormal, em vez de uma típica doença do sono. As pessoas que sofrem com isso compartilham suas experiências assustadoras em inúmeros vídeos do youtube, tópicos do reddit e sites sobre paralisia do sono.
Fonte: buzzfeed.com
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!