Ultimas

Desvio de Septo Nasal - Dificulta a Passagem do Ar

O desvio do septo nasal ocorre quando o septo não está devidamente centrado no nariz. O sintoma principal é a obstrução e congestão nasal, em consequência do desalinhamento existente que provoca uma diminuição do espaço dentro do nariz para a passagem de ar. 

Ou seja, a normal entrada de ar pelo nariz é dificultada pelo facto do septo nasal estar descentrado. Veja fotos superiores.

O septo nasal é uma estrutura localizada no nariz, sendo responsável pela separação entre ambas as fossas nasais. No que diz respeito à sua anatomia, o septo é composto por uma porção óssea (mais posterior ou “mais atrás”) e por uma porção cartilagínea (mais anterior ou “à frente”), sendo ambas recobertas por mucosa. São três os principais componentes do septo nasal: a lâmina perpendicular do osso etmoide, o osso vómer e a cartilagem septal, estando os três articulados entre si. O septo nasal junto ao soalho da fossa nasal apoia-se na maxila e, por vezes, há crescimentos ósseos que se projetam para a fossa nasal causando obstrução, o esporão septal.
Relativamente à sua localização, em condições normais, o septo nasal deve estar devidamente centrado no nariz. Quando o septo está desviado da linha média fala-se do desvio do septo nasal, também conhecido como septo nasal sinuoso ou tortuoso. Como o septo nasal funciona como um “pilar” central da pirâmide nasal, desvios do septo podem ser a principal causa de um “nariz torto” ou desviado. No entanto, uma grande parte dos desvios do septo não se traduz em nenhuma alteração estética tendo apenas consequências funcionais. Veja imagens superiores.

Outra alteração relacionada com o septo nasal é a perfuração do septo nasal que pode ou não estar associada a desvio do septo. Em caso de perfuração, as causas podem ser variadas: traumatismo, cirurgia prévia, uso de medicação no nariz ou drogas, entre outras. Usualmente causam crostas, secura nasal, sangramentos frequentes e obstrução nasal. O tratamento definitivo para a perfuração é a cirurgia.

Os desvios do septo podem afetar ambos os sexos e tanto pode afetar apenas um dos lados (à direita ou à esquerda), ou em alguns casos pode ser bilateral.

Grau do desvio do septo

Existem diferentes graus de desvio do septo de acordo com o afastamento do centro do nariz para a parede lateral. Quanto maior for o desvio, maior será o grau de obstrução dessa fossa nasal. À partida um desvio mais acentuado causa uma maior obstrução e consequentemente uma sintomatologia mais exacerbada. No entanto, existem narizes com desvios acentuados unilaterais (com desvio para a esquerda ou para a direita) ou bilaterais (por exemplo “à frente” à direita e “atrás” à esquerda) com relativamente poucas queixas para o grau de desvio.

Para confirmar e avaliar se o desvio do septo é muito ou pouco obstrutivo, pode ser feito um exame que mede o fluxo de ar e a resistência da passagem do ar em cada narina em separado, que se chama Rinomanometria.

Desvio de septo - sintomas

O principal sintoma é a obstrução e congestão nasal. A sensação de dificuldade em respirar pelo nariz, em repouso ou durante a atividade física é a principal consequência do desvio do septo. Por sua vez, a dificuldade em respirar pelo nariz pode afetar a qualidade do sono, provocar cansaço, facilitar a roncopatia ou ressonar (com ou sem apneia do sono) e provocar secura na boca (mais frequente durante a noite). Outras queixas frequentes são dores de cabeça, formação de crostas e epistaxis (sangramentos nasais) recorrentes.

Associada ao desvio do septo frequentemente estão presentes a rinite crônica e/ou a sinusite crônica. De cada lado do septo nasal estão presentes os cornetos inferiores, cuja inflamação/aumento é designada por rinite. Por sua vez em ambas as paredes laterais do nariz estão presentes as vias de drenagem dos seios perinasais. Um desvio do septo pode dificultar essa drenagem e assim facilitar o aparecimento de sinusite crônica. Todas estas alterações originam um conjunto de sinais e sintomas diversificados. Os sinais e sintomas podem variar de acordo com a gravidade do desvio existente.

Desvio de septo - causas

O desvio do septo pode afetar quer adultos quer crianças (desvio de septo infantil). As duas principais causas para o desvio do septo são as seguintes:
  • Traumáticas (por traumatismos). Pode ocorrer quer na criança quer no adulto;
  • Constitucionais (alterações que ocorrem ao nascimento e se vão desenvolvendo até à idade adulta, possuindo incidência semelhante em ambos os sexos (homens e mulheres).

Como saber se tenho desvio de septo?

O diagnóstico do desvio de septo é feito na consulta com o médico otorrinolaringologista.

Desvio do septo tem cura?

A única forma de tratar definitivamente o desvio do septo nasal é através de cirurgia de correção do septo, a septoplastia. Podem ser utilizadas outras formas de tratamento médico que permitem aliviar a sintomatologia, como veremos de seguida, no entanto não possibilitam corrigir a deformidade existente. Saiba, de seguida, como tratar o desvio de septo.

Desvio do septo - tratamento

Podem ser usados alguns medicamentos ou remédios, como lavagens com água salina (“água do mar”), corticoides tópicos nasais, descongestionantes nasais ou anti-histamínicos, que permitem melhorar a permeabilidade nasal.

Estes tratamentos médicos podem “diminuir” os cornetos inferiores, podendo assim melhorar a permeabilidade nasal. No caso de uma sinusite (nomeadamente com polipose nasossinusal) o uso de corticoides sistêmicos também vai ser determinante na melhoria da permeabilidade nasal.

Em casa, como tratamento caseiro ou natural pode fazer irrigações nasais para alívio da congestão nasal. Existem na farmácia soluções já preparadas para este efeito. Não deve ser usada água da torneira diretamente para a lavagem pois esta pode conter químicos irritantes para o nariz e mesmo microorganismos nocivos à nossa saúde. O uso de soro fisiológico ou de água destilada com carbonato de sódio pode ser uma boa alternativa (mais barata) aos produtos que se compram na farmácia. O doente nunca se deve automedicar e deve sempre consultar o seu médico assistente antes de tomar qualquer medicamento sob pena de poder agravar o seu quadro clínico.


Como vimos, o desvio do septo propriamente dito, é uma estrutura rígida e não é alterável com qualquer tipo de medicação. Apenas cirurgicamente é que pode ser corrigido o desvio existente, como veremos de seguida.

Cirurgia de desvio do septo

A única forma de corrigir definitivamente o desvio do septo nasal é através de cirurgia (ou operação), a chamada septoplastia. A decisão de efetuar a correção cirúrgica (septoplastia) deve ser tomada em conjunto pelo médico e pelo paciente, levando em consideração principalmente a sintomatologia do doente e o grau de desvio do septo existente, entre outros. Nem todos os doentes possuem indicação para cirurgia. Quando existe indicação para cirurgia, a septoplastia permite proporcionar aos doentes um aumento da sua qualidade de vida.
Fonte: saudebemestar.pt
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!