Ultimas

Problemas Circulatórios Podem Causar 5 Sintomas na Pele

Já ouviu falar em Livedo Reticular (Livedo Reticularis)? Trata-se de uma doença que, apesar de pouco comentada, atinge um grande grupo de pessoas, embora em diferentes níveis de gravidade. Estatísticas sugerem que as mulheres são as maiores vítimas.

A doença, na maioria das vezes, não provoca dores e se manifesta por meio de desenhos lineares e simétricos que ocorrem principalmente nos membros inferiores do corpo.

As manchas, avermelhadas ou azuladas, possuem uma aparência de rede, com espaços mais pálidos entre elas. Tal alteração é resultado do fechamento das microartérias terminais da pele. Estas se distendem e permanecem abertas, impedindo o retorno de sangue, que continuará fluindo, irrigando e oxigenando órgãos e tecidos.

Segundo o angiologista Dr. Hugo Coelho, o problema é causado por uma instabilidade neurossimpática, enquanto que a palidez entre as manchas é correspondente à compressão das artérias. Já os desenhos lineares, chamados de áreas cianóticas, são resultados da constrição das veias.

Uma característica do Livedo Reticular é que ele tende a piorar em ambientes frios e melhorar no calor, embora não desapareça por completo. Segundo um estudo publicado na revista Australian Journal of Dermatology, a doença pode ser causada por hiperviscosidade sanguínea. Em outras palavras, sangue muito grosso.

São constatados cinco tipos de Livedo Reticular:

1 – Fisiológico


Sendo este o mais comum, ele surge principalmente em crianças expostas ao frio, embora possa aparecer em adultos. Trata-se de um Livedo Reticular Transitório, que some diante de um ambiente mais quente.

2 – Congênito


Neste caso, a pessoa já nasce com predisposição ao Livedo, sendo causado por um defeito no sistema vascular do feto. Ele pode ser focal ou disseminado pela pele e até o momento não há cura conhecida para este tipo.

3 – Idiopático

Como o próprio nome sugere, este não possui causa definida. Ele normalmente ocorre em mulheres jovens ou de meia idade, a iniciar pelos membros inferiores, podendo evoluir para o tronco e membros superiores. Normalmente, há inflamações nas microartérias e pequenas veias.    

4 – Sintomático


O sintomático pode ser consequência de arterites ou oclusões embólicas (quando há entupimento por coágulos) arteriais e de coagulopatias. Entre as principais causas de arterites está a sífilis, lúpus eritematoso, artrite reumatoide, febre reumática e tuberculose.

5 – Síndrome de Sneddo


A síndrome de Sneddo é um tipo de Livedo reticular que vem acompanhado de lesões vasculares do sistema nervoso central. Cerca de 70% dos casos eventualmente acabam resultando em acidente vascular cerebral (AVC), que pode levar à paralisia parcial do corpo, alterações visuais e neurológicas.
Fonte: diariodebiologia.com
Postar um comentário
 
Copyright © 2011 - 2014 O Controle da Mente - A Ciência em Ação!